quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Prefeitura de Campinas amplia adicional de insalubridade de profissionais de saúde

Fonte: MPT/Campinas

Atendendo a um pleito do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Campinas, o Município de Campinas decidiu ampliar o percentual do adicional de insalubridade concedido aos profissionais de saúde que se ativam em unidades públicas de saúde, especialmente aqueles que se encontram na linha de frente do combate à Covid-19.

Ficou consignado em audiência que médicos, auxiliares e técnicos de enfermagem e enfermeiros, que atendem pacientes com sintomas respiratórios, terão um aumento de 20% para 40% do adicional de insalubridade. Os profissionais de terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia, farmácia e assistência social, que não eram beneficiários do adicional, passarão a receber 20%.

O MPT e o Sindicato continuam em negociação com a prefeitura, a fim de estender o benefício para os agentes comunitários de saúde que atuam na triagem, no importe de 40%, e para os demais profissionais da rede pública de saúde, haja vista o potencial altamente transmissível do coronavírus.

Conforme determinado pela procuradora Clarissa Ribeiro Schinestsck, em audiência no dia 24 de julho, o Município fez o levantamento de todos os profissionais que recebem o adicional de insalubridade, bem como aqueles que não o recebem, além de efetuar uma análise dos locais de trabalho com relação à insalubridade.

Artigos relacionados

Procuradora detalha nota técnica do MPT que norteia home office na pandemia

Por Martina Wartchow/Jornalista da Revista Proteção O Ministério Público do Trabalho emitiu nota técnica que estabelece orientação para o...

Trabalhador morre após ser atingido por fachada de concreto em comércio em MT

Fonte: G1 Um homem de 37 anos morreu, nesse sábado (24), após ser atingido por uma estrutura de concreto...

Cinco trabalhadores são resgatados de situação análoga a de escravo em Portel, no Marajó

Fonte: G1 O Grupo de Fiscalização Móvel resgatou cinco trabalhadores em Portel, na ilha do Marajó, em condições degradantes...

MPT-SC notifica empresas para que retirem gestantes do trabalho presencial

Fonte: G1 O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) notificou empresas de todos os setores no estado para que retirem...

2 COMENTÁRIOS

  1. O Hidpital Municipal Mario Gatti NAO possui insalubridade confirme Laudo Perfil Profissional Profissiográfico Municipal conforme oServico de Engenharia do Trabalho afirma. Desde Março de 1997 NAO existe Insalubridade no Hospital ( caso Único o mundo). Acreditem se quiserem eTenho provas Documentais desse fato. Muito triste essa situação.

  2. Para o laboratório do Hospital Muinicipal Dr. Mário Gatti, onde os profissionais manipulam as amostras contaminadas com o coronavírus, a insalubridade não foi aumentada. Isto é muito injusto, já que a exposição ao vírus é real.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui