domingo, 29 de novembro de 2020

Artigo – Higiene Ocupacional: ferramenta confiável – Ed. 347

Estratégia de amostragem indica real exposição de trabalhadores ao ruído em frigorífico

A Higiene Ocupacional visa reconhecer, analisar e propor medidas para controlar ou mitigar potenciais riscos para a saúde dos trabalhadores no ambiente laboral utilizando para isto diversos recursos e ferramentas. Um dos riscos presentes na grande maioria dos ambientes industriais é o ruído que pode gerar diversos efeitos nocivos ao organismo humano, como por exemplo, a PAIR (Perda Auditiva Induzida por Ruído). O objetivo deste artigo é apresentar a estratégia de amostragem utilizada para avaliação de ruído e definição dos GES (Grupos de Exposição Similar) na indústria frigorífica.

O setor frigorífico brasileiro emprega hoje aproximadamente 500 mil funcionários, sendo uma das principais fontes de emprego no país, e um dos setores considerados essenciais conforme Lei n° 7.783, de 28 de Junho de 1989.

O funcionamento de um frigorífico de aves é baseado nas determinações da Portaria 210 de 10 de novembro de 1998 do Ministério da Agricultura e do Abastecimento.

No processo produtivo são utilizados diversos equipamentos, que são fontes geradoras de ruído como norias, esteiras, desempilhadoras, evisceradoras, depenadeiras e equipamentos para realização de corte automático de partes das aves, etc. As atividades que envolvem o abate de aves estão demonstradas no fluxograma apresentado na Figura 1, Etapas do processo de abate de aves. As atividades do frigorífico acontecem em três turnos sendo dois turnos de abate e um turno de higienização.


Dados do autor:

Marcos Lepiani Sobrinho – Engenheiro eletricista e de Segurança do Trabalho e especialista em Higiene Ocupacional pela Universidade Estadual de Campinas/SP
[email protected]

Confira o artigo completo na edição de novembro da Revista Proteção.


Artigos relacionados

Reportagem Especial – Luvas de proteção: segurança com conforto – Ed. 347

Por Raira Cardoso/Jornalista da Revista Proteção Mais do que prevenir acidentes e doenças ocupacionais envolvendo as mãos dos trabalhadores frente à exposição aos mais diversos...

Entrevista: área mobilizada – Ed. 347

Por Daniela Bossle/Editora e Jornalista da Revista Proteção Avanços aprovados pela CTPP podem representar certa resistência às investidas de precarização do trabalho O médico do Trabalho...

Artigo – Segurança de máquinas: inclusão essencial – Ed. 347

A referência a normas técnicas na NR 12 traz mais eficácia e segurança jurídica Ao se mencionar uma operação segura em qualquer tipo de equipamento,...

Artigo – Atmosferas explosivas: com mais competência – Ed. 347

É preciso ir além da certificação de equipamentos para áreas classificadas Em agosto deste ano foi registrada no porto de Beirute, no Líbano, uma grande...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui