Projeto concede adicional máximo de insalubridade a profissionais do Samu

O Projeto de Lei 3103/20 concede adicional de insalubridade em grau máximo – ou seja, um percentual extra de 40% sobre o valor do vencimento base – aos servidores públicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A proposta beneficia médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas, sejam servidores efetivos ou temporários.

Saiba mais no site da Emergência+.

Artigos relacionados

Geral CE: mais de 10 mil profissionais da saúde já foram diagnosticados com Covid-19 e 23 morreram

Pelo menos 10.063 profissionais da saúde já foram diagnosticados com Covid-19 em todo o Ceará, segundo dados da Secretaria da Saúde, atualizados...

MP e ANM fiscalizam barragens da Vale que não passaram por inspeção

Doze barragens e diques da Vale em Minas Gerais não estavam oficialmente registradas no Cadastro Nacional de Barragens de Mineração do Sistema...

Live da Emergência foca na saúde mental dos profissionais de Emergência em tempos de Covid-19

Os profissionais de Emergência estão na linha de frente no combate ao novo coronavírus em todo o país. Diariamente, médicos, enfermeiros, técnicos...

CBMMG recebe doação de EPI’s da Senasp para atuação durante a pandemia

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) autorizou a doação de um lote de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e de outros...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui