Upgrade_em_SST_geral
P Assinatura Proteção digital banner 1
Promoção - Frete Grátis - Outubro 2018
Banner 01 - RL USP - Outubro
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos 2018 - Banner 5


Você está em: Noticias / Geral
Geral
Arrozeira é interditada por falta de segurança dos trabalhadores
Data: 11/05/2018 / Fonte: MPT/Rio Grande do Sul

Camaquã/RS - A arrozeira SantaLúcia Alimentos, em Camaquã,  sul do Rio Grande do Sul, teve máquinas, setores e serviços interditados, na tarde desta quinta-feira (10), por apresentarem risco grave e iminente à saúde e à integridade física dos trabalhadores. A interdição paralisa a produção da arrozeira, que tem 95 trabalhadores.  A decisão do Ministério do Trabalho (MT) resulta da terceira operação conjunta com o Ministério Público do Trabalho (MPT), realizada terça e quarta-feira. A força-tarefa fiscaliza condições de saúde e segurança nos postos de trabalho nas indústrias orizícolas gaúchas.

Foram interditados atividades de movimentação de cargas nos setores de empacotamento e de expedição e com prateleiras manuais; serviços de entrada e permanência em espaços confinados; trabalho em altura e em telhados (coberturas); oxicorte (maçarico oxigênio / GLP; transportadores contínuos de materiais sobre os silos, sob as moegas e no setor de beneficiamento (helicoides, esteiras e filas); 13 empacotadeiras e nove enfardadeiras no setor de empacotamento; e tombadores hidráulicos, tipo telescópio.

A procuradora do MPT em Pelotas Rubia Vanessa Canabarro informou que as irregularidades encontradas na SantaLúcia são menores em comparação às interdições das ações anteriores na SLC (Capão do Leão, em agosto) e na Nelson Wendt Alimentos (Pelotas, em dezembro). Também destaca que os executivos da empresa já demonstraram ter realizado melhorias na planta. Os sindicalistas ressaltaram que as portas da empresa sempre estiveram abertas para a entidade.

Arrozeiras - Cinco das sete maiores arrozeiras do Estado, responsável por 63% da produção nacional, estão na região de Pelotas. De acordo com dados do Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA), das 50 maiores empresas beneficiadoras no Estado, as 10 maiores concentram 48,03% da produção. A força-tarefa abrangerá grandes, médias e pequenas empresas. Outras regiões produtoras de arroz, como Campanha, Centro e Fronteira-Oeste também serão abrangidas pelo projeto.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital