Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Promo Dezembro 2019 - Proteção
title='Clique aqui para ver mais sobre Fujiwara Banner 1 Dezembro'
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Legal
Legal
Pnad: Trabalho Infantil aumenta 9,48% entre 2013 e 2014

Iolanda Huzak
Data: 16/11/2015 / Fonte: SINAIT

O trabalho infantil continua a atingir a faixa etária de 5 a 13 anos e, entre 2013 e 2014, a incidência aumentou 9,48%, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Pnad, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. O percentual representa 554 mil crianças e adolescentes. É o primeiro aumento registrado em mais de uma década.

O resultado da pesquisa é um reflexo não só da crise econômica, mas também da omissão do Estado Brasileiro em relação aos órgãos fiscalizadores. Vivendo um quadro de sucateamento, o atual Ministério do Trabalho e Previdência Social possui o menor quadro de Auditores-Fiscais do Trabalho dos últimos 20 anos. Há mais de 1.100 cargos vagos, sem previsão de um grande concurso que possa preenchê-las.

O Sinait já ingressou com três denúncias sobre isso junto à Organização Internacional do Trabalho - OIT, alegando descumprimento da Convenção 81, que trata da Inspeção do Trabalho, pelo governo brasileiro.

O Sindicato alertou a Organização de que o número insuficiente de Auditores-Fiscais do Trabalho prejudica o combate ao trabalho infantil, ao trabalho escravo, à informalidade e a outras mazelas sociais.

Em entrevista à Folha de São Paulo, Isa Oliveira, secretária-Executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil - FNPETI, que o Sinait integra, ressaltou que há um mito de que "a criança deve trabalhar ao invés de roubar" que só prejudica a infância, a educação e a possibilidade de um dia ela ser tornar um provedor familiar.

A reportagem da Folha entrevista crianças trabalhando nas ruas. Algumas conciliam a escola e o labor e dizem descansar nos fins de semana. O trabalho antes dos 13 anos é proibido no Brasil. A partir dos 14, os contratos só podem ser feitos na condição de aprendizes.
Comentários
Sandra Denuncie este comentário
Bom dia. Em particular acho que realmente a criança perde um pouco da infância, já que também frequentam escolas por no mínimo meio período. Acho que acima dos treze anos de idade, deveriam sim ocupar a cabecinha deles com algum trabalho por meio período. Impulsionará muito no carácter e adquirirão mais responsabilidade e respeito com o próximo. Precisamos de futuros adultos responsáveis e o trabalho pode dar essa dignidade às pessoas.
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Legal
3     4     5     6     7     8     9     10     11     12
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital