Banner 01 - Plínio Fleck - Dezembro/2019
P Assinatura Proteção digital banner 1
Banner 01 - RL USP - Dezembro
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos 2018 - Banner 5


Você está em: Noticias / Leia na Edição do Mês
Leia na Edição do Mês
Riscos psicossociais: mal nem tão silencioso

Beto Soares/Estúdio Boom
Data: 09/10/2018 / Fonte: Redação Revista Proteção/Martina Wartchow

Combate a agentes estressores ocupacionais que afetam saúde mental passa pela reavaliação da organização e da gestão do trabalho e de respaldo legal

O relatório "Depressão e outros distúrbios mentais comuns: estimativas globais de saúde", lançado em 2017 pela OMS (Organização Mundial da Saúde), aponta que tais males atingem mais de 320 milhões de pessoas em todo o mundo e ultrapassam 30 milhões no Brasil. Além de afetar o bem-estar e a saúde física e mental da população em geral, figuram entre os principais responsáveis pelo afastamento do trabalho, reduzindo a qualidade de vida dos trabalhadores e a produtividade das empresas e atingindo de 3% a 4% do PIB (Produto Interno Bruto) dos países, segundo dados da EU-OSHA (Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho). Nesse cenário, a OIT (Organização Internacional do Trabalho), em seu relatório "Estresse no trabalho: um desafio coletivo", publicado em 2016, chama a atenção para os inúmeros riscos psicossociais aos quais o ser humano está exposto em seu ambiente laboral em função das exigências de um mercado cada vez mais competitivo e que impõe resultados a curto prazo e o fazer mais com menos. O problema é global e afeta todas as profissões.

O combate a esses agentes estressores que podem levar a adoecimentos, não só mentais, mas, também, psicossomáticos e, consequentemente, ao absenteísmo ou presenteísmo, a acidentes ocupacionais e até ao suicídio, portanto, está entre os grandes desafios da atualidade, seja para governos, profissionais prevencionistas e de saúde em geral, pesquisadores, empregadores, trabalhadores e sociedade como um todo. Na opinião de quem estuda o assunto e atua na área, a prevenção passa pela reavaliação dos modelos de organização e gestão do trabalho e também pelo respaldo legal.

Confira a reportagem completa na edição de outubro da Revista Proteção.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Leia na Edição do Mês
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital