Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Banner Bracol 1 Novembro
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Leia na Edição do Mês
Leia na Edição do Mês
Estudo avalia operação e possíveis correções em equipamento do tipo freio embreagem

Beto Soares / Estúdio Boom
Data: 04/02/2016 / Fonte: Willian Devitte e Henrique Wolf

Ao longo do tempo houve mudanças que começaram a ver o trabalhador com outros olhos e com foco na qualidade do ambiente industrial onde o trabalhador passa um terço de seu dia, além de manter a produção num ritmo adequado de trabalho.

Segundo Frederick Taylor, que elaborou os primeiros estudos sobre administração industrial científica no final do século 19, a melhor forma de aumentar a produtividade seria fazer a divisão das tarefas. Esse sistema individual de trabalho está implantado em nossa sociedade até os dias atuais, porém essa forma de trabalho repetitivo resultou em diversos tipos de acidentes e doenças ocupacionais. 

Os acidentes de trabalho acarretam elevados custos econômicos e sociais para as empresas e para as famílias das vítimas. Muitos deles são de difícil quantificação devido a uma parcela não ser registrada. Há ainda a dor das famílias dos acidentados e/ou a incapacidade para o trabalhador voltar ao trabalho.

Manter o controle desses acidentes é difícil. Para isso há as Normas Brasileiras (NBRs), normas internacionais e a NR 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos), sugeridas pelos órgãos competentes fiscalizadores. As normas técnicas oficiais brasileiras (NBRs) estão ganhando força por estarem sendo citadas dentro de uma NR que tem poder de lei.

Nos dias atuais, cada vez mais, as empresas estão preocupadas em ter alta produtividade, lucratividade e qualidade para manter a competitividade no mercado de trabalho, mas para isso, as empresas estão tendo que evoluir paralelamente na área de Segurança e Saúde Ocupacional em máquinas e equipamentos. Isto proporciona um ambiente de trabalho digno para os funcionários, a fim de que a produção evolua com qualidade e sem acidentes.

Buscando atender as normas, as empresas estão constantemente investindo em segurança para seus colaboradores de forma consciente ou até muitas vezes imposta, garantindo sua integridade e zelando pelo bem-estar. Estes fatores justificam o trabalho de adequação de um equipamento, bem como a busca por equipamentos mais seguros trazendo mais confiança tanto por parte dos operadores quanto da empresa.

Segundo o engenheiro Odair Govalski, que desenvolveu trabalho sobre a adequação de uma prensa hidráulica à NR 12, o atendimento às normas é outro fator importante, pois confirma a responsabilidade das empresas com as normas vigentes e mostra sua preocupação com o tema Segurança do Trabalho. Além disto, tem-se um processo produtivo livre de acidentes e em conformidade legal, tornando o processo confiável e viável.


Confira o artigo completo na edição de fevereiro da Revista Proteção.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Leia na Edição do Mês
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital