Banner 1 - SESI RS - 17 a 27 Janeiro
Banner 1 - GRO - 2020
Banner 06 - Promo Circulação - Janeiro 2020 - proteção
Banner 01 - Promo Circulação -  Janeiro 2020 - proteção
Banner 1 - PoliUSP - Janeiro 2020
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias


Você está em: Noticias / Leia na Edição do Mês
Leia na Edição do Mês
Cenários de SST na Indústria da Construção: caminho sem volta

Shutterstock/Arte CIS
Data: 11/06/2019 / Fonte: Redação Revista Proteção/Raira Cardoso

Novas tecnologias como softwares e drones já são utilizadas na promoção da segurança e saúde nos canteiros de obras

Todos os dias são disponibilizadas no mercado novas tecnologias desenvolvidas para facilitar tarefas simples e rotineiras. Dentro das empresas, essas novidades começaram a ser implantadas visando a otimização do trabalho e melhora da produtividade, e o que surgiu como aprimoramento de maquinários hoje se tornou algo muito maior. No contexto da Indústria 4.0, um conjunto de tecnologias que permite a fusão do mundo físico, digital e biológico tem sido adotado nas mais diversas atividades econômicas. Mais do que isso, essas inovações têm sido aplicadas também na gestão de Segurança e Saúde do Trabalho para a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. Além de se adequar à realidade dos cenários em que são empregadas, como nos canteiros de obras, elas precisam ser eficazes no atendimento de necessidades específicas deste segmento contribuindo para a promoção de ambientes laborais mais seguros.

Um dos setores que mais emprega trabalhadores no País, a indústria da construção apresenta um cenário complexo, que expõe seus colaboradores a diversos riscos durante sua jornada laboral. Não só isso: a gravidade das consequências em caso de acidente ocupacional é alta, visto que, muitas vezes, pode acarretar o óbito ou incapacidade permanente do trabalhador. Dentre os acidentes de trabalho que mais matam nos canteiros de obras estão a queda de altura, o soterramento e o choque elétrico, e para evitar estas ocorrências os empregadores adotam medidas de proteção coletiva, de caráter administrativo ou organizacional e a proteção individual. Tudo isto previsto no PCMAT (Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção).

Confira a matéria completa na edição de junho da Revista Proteção.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Leia na Edição do Mês
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital