Banner 1 Marluvas - Set/Dez
title='Clique aqui para ver mais sobre Fujiwara Banner 1 Dezembro'
Promo Dezembro 2019 - Proteção
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Legal
Legal
Operação em hospitais gaúchos busca adequação em SST
Data: 19/07/2016 / Fonte: MPT/Rio Grande do Sul

Porto Alegre/RS - Começou, às 8h desta terça-feira (19/7), a primeira operação da "Força-Tarefa de Adequação das Condições de Saúde e Segurança no Trabalho em Hospitais". O alvo é o Hospital Mãe de Deus (HMD), que tem como entidade mantenedora a Associação Educadora São Carlos (AESC). O HMD está localizado na rua José de Alencar, 286, bairro Menino Deus, em Porto Alegre. O grupamento operacional é coordenado pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS). O objetivo é investigar as condições de saúde e de segurança dos trabalhadores, em todos os postos de trabalho, à semelhança do que é feito nos frigoríficos, desde janeiro de 2014. Os principais problemas enfrentados no setor são doenças de coluna pelo esforço de movimentar pacientes, acidentes com perfurocortantes e contaminação biológica. A inspeção deverá se estender até a próxima sexta-feira (22/7). A partir de agora, outras operações serão realizadas em outros hospitais no Rio Grande do Sul.

O site da empresa informa que o Sistema de Saúde Mãe de Deus foi fundado em 1979. Atualmente, possui duas unidades hospitalares na Capital: o Hospital Mãe de Deus e o Hospital Giovanni Battista. O SSMD congrega outras sete unidades hospitalares no Interior. O HMD conta com área de aproximadamente 40 mil m² construídos e equipe médica e assistencial formada por mais de 4 mil médicos credenciados. Possui Emergência, Hospital Dia (preparado para procedimentos ambulatoriais), Centro de Terapia Intensiva CTI), Centro de Diálise, Maternidade, CTI Neonatal, Centro Obstétrico, Bloco Cirúrgico, Banco de Sangue e mais de 370 leitos de internação. Os registros do HMD apontam 2.500 funcionários.

Integrantes
A operação tem apoio técnico da Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), vinculada ao Ministério do Trabalho (MT), de Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerests), vinculados ao Ministério da Saúde, e de Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs), além do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (CREA-RS). O movimento sindical dos trabalhadores também participa com o Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Técnicos, Duchistas, Massagistas e Empregados em Hospitais e Casas de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul (Sindisaúde-RS). Relatórios dos parceiros instruirão inquéritos civis (ICs) instaurados no MPT em Porto Alegre.

A ação tem participação de 28 integrantes. Pelo MPT, o coordenador estadual da Coordenadoria Nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat), procurador do Trabalho Ricardo Garcia (lotado em Caxias do Sul), e pelo chefe da Assessoria de Comunicação do MPT-RS, jornalista Flávio Wornicov Portela. Entre os parceiros, pela Fundacentro, os tecnologistas Augusto Portanova Barros, Cristiane Paim da Cunha e Luis Renato Balbão Andrade. Pelos Cerests, as médicas Maria Carlota Borba Brum (Porto Alegre) e Adriana Skamvetsakis (Santa Cruz do Sul), a fisiotepapeuta Fabiana Hermes Suprinyak, o enfermeiro Cleber da Silva Brandão (Canoas) e a técnica em segurança do trabalho Daniela Ortiz de Andrade de Souza (Santa Maria). Pelas CRSs, a fonoaudióloga Bruna Campos de Césaro (da 5ª - Caxias do Sul), a fisioterapeuta Marisa Flores de Quadros (da 7ª - Bagé) e a fiscal sanitária Solange Terezinha Alves de Oliveira (da 8ª - Cachoeira do Sul).

O CREA atua com 11 profissionais: o gerente de fiscalização, engenheiro Marino José Greco, o engenheiro do Núcleo Técnico de Fiscalização, Marcelo Martins Corrêa de Souza, o chefe do Núcleo de Controle Operacional da Fiscalização, José Eduardo Macedo, os supervisores de fiscalização da Serra / Sinos, Alessandra Maria Borges (Caxias do Sul) e de Porto Alegre e Região, Rogério Fernando Galvão de Oliveira, e os agentes-fiscais Amauri Antonio Alves (Canoas), Felipe de Figueiredo Pinto, Heber Ferreira de Oliveira (Caxias do Sul), Pedro Estevam Ost (Montenegro) e Vitor Hugo da Silva Molina, acompanhados pela jornalista Luciana Patella.

A ação é acompanhada, ainda, por 2 diretores do Sindisaúde-RS: a técnica em enfermagem Anitamar Maciel Lencina (Saúde do Trabalhador) e o eletricista Vander Luis Nascimento Charmes (Esporte, Cultura e Lazer). Estão acompanhados da fisioterapeuta do trabalho e especialista em ergonomia Carine Taís Guagnini Benedet (Caxias do Sul) e do médico do Trabalho Rogério Alexandre Nedir Dornelles. O procurador Ricardo informa que "o projeto teve origem em 2015, quando o MPT foi procurado pelo Sindisaúde-RS. Iniciou-se uma articulação do MPT com os parceiros para verificar a possibilidade de trabalho conjunto. Reunião no dia 1º de julho definiu o Mãe de Deus como primeiro hospital a ser inspecionado nesta semana".
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Legal
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital