title='Clique aqui para ver mais sobre Fujiwara Banner 1 Dezembro'
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Promo Dezembro 2019 - Proteção
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Geral
Geral
ONU quer erradicar escravidão moderna
Data: 02/12/2015 / Fonte: ANAMT

A ONU quer acabar com qualquer tipo de escravidão moderna, como por exemplo, tráfico de pessoas, exploração sexual, trabalho infantil forçado, casamento forçado e o recrutamento de crianças para conflitos armados.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez a declaração para marcar o Dia Internacional para a Abolição da Escravidão, esta quarta-feira, 2 de dezembro.

Trabalho Doméstico
Ban afirmou que a escravidão moderna inclui ainda crianças que realizam trabalho doméstico, na agricultura ou em fábricas, como também os trabalhadores forçados que lutam para pagar uma dívida crescente com os patrões.

O chefe da ONU disse que apesar da dificuldade para se obter informações, a Organização Internacional do Trabalho, OIT, calcula que 21 milhões de pessoas no mundo hoje são vítimas de algum tipo de escravidão.

Ban afirmou que a comunidade internacional "tem a responsabilidade de acabar com esse ultraje". Ele declarou que isso se torna mais importante numa era de severas crises humanitárias, onde mais de 60 milhões de pessoas foram forçadas a fugir de suas casas.

Segundo o secretário-geral, essas pessoas podem correr risco de tráfico ou de escravidão junto com milhões de outras que estão atravessando fronteiras em busca de uma vida melhor.

Agenda 2030
O chefe da ONU disse que a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável oferece uma oportunidade para alterar de forma definitiva as condições que fomentam pobreza, injustiça e discriminação de gêneros. "Ao adotar o documento, Ban declarou que os líderes mundiais se comprometeram a fortalecer a prosperidade, a paz e a liberdade para todos", disse.

Ele falou também sobre a importância de reintegrar as vítimas de escravidão moderna na sociedade. Ele citou o Fundo Voluntário das Nações Unidas, que por mais de duas décadas tem fornecido assistência humanitária, jurídica e financeira a essas pessoas.

Ele fez um apelo a governos e ao setor privado que façam doações para garantir que o Fundo possa ter os recursos suficientes para ajudar as vítimas de escravidão moderna.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital