Banner Bracol 1 Novembro
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Geral
Geral
MT: Auditores-Fiscais do Trabalho interditam duas mineradoras por irregularidades trabalhistas
Data: 02/12/2016 / Fonte: Sinait

Poconé/MT - Auditores-Fiscais do Trabalho interditaram, na última quarta-feira, 30 de novembro, duas mineradoras, na região de Poconé, a 104 Km de Cuiabá, ao flagrarem irregularidades trabalhistas. A fiscalização conjunta com integrantes do Ministério Público do Trabalho alcançou quatro mineradoras, das quais duas apresentavam situações de grave e iminente risco para a vida dos trabalhadores e, por isso, foram interditadas.

Os empregados das mineradoras estavam sem Carteira de trabalho assinada, foram constatados maquinários irregulares, problemas nas instalações elétricas e outros que colocariam em risco a vida dos trabalhadores.

Segundo Auditores-Fiscais do Trabalho que participaram da ação, ao chegarem a uma das mineradoras, um dos empregados correu na direção da equipe com uma arma na mão. Ao ser interpelado pelos Policiais Rodoviários Federais, ele disse que iria esconder as armas. Foram apreendidas uma espingarda calibre 12 com 22 munições, uma pistola 765 com 10 munições e uma espingarda 28 com 3 cartuchos vazios.

O rapaz foi levado à Delegacia da Polícia Civil e, lá, constataram que se tratava de indivíduo procurado pela Justiça, que já tinha cometido diversos delitos.

De acordo com os Auditores-Fiscais do Trabalho, em uma das mineradoras, nenhum dos trabalhadores tinha Carteira de Trabalho assinada. Além disso, constataram que os maiores problemas estavam no descumprimento à Norma Regulamentadora - NR nº 12, ou seja, havia máquinas de transmissão de força desprotegidas, fios elétricos soltos, falta de aterramento, escadas improvisadas. A fiscalização também encontrou fiações de energia que passavam dentro de pontos de lama, o que poderia causar acidentes com descarga elétrica.

A equipe informou ainda que é crônico na região o total descumprimento de jornadas de trabalho. "Lá, os trabalhadores têm jornadas de trabalho de 10 e 11 horas diárias. Ninguém faz controle de jornada", disse o Auditor-Fiscal.

A outra mineradora interditada também foi flagrada com trabalhadores sem Carteira de Trabalho.

O relatório ainda está sob a análise dos Auditores-Fiscais do Trabalho, que voltaram a Cuiabá nesta sexta-feira, 2 de dezembro.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital