Banner 1 - UniSafety - 3
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Fujiwara Banner 1 Outubro
Banner 01 - Marluvas - Dezembro
Banner 01 - Ansell
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Geral
Geral
Chegou a Universidade Proteção com cursos EaD

Arquivo
Data: 04/07/2019 / Fonte: Redação Revista Proteção

Inovando em sua proposta de contribuir para as áreas de Segurança e Saúde do Trabalho e Emergência, levando conhecimento técnico de qualidade para os profissionais da área, a Proteção Eventos lançará em breve a Universidade Proteção. O projeto, desenvolvido em parceria com a empresa Safe disponibilizará cursos na modalidade EaD tratando de assuntos atuais e do interesse dos setores prevencionista e emergencista.

Conforme o diretor da Safe, Vicari Junior, sua empresa vem trabalhando há dois anos no estudo e desenvolvimento de uma plataforma para cursos a distância que fossem única e exclusivamente sobre SST e cumprissem todas as premissas de capacitação e controles do segmento. "Com a plataforma já madura e a necessidade de termos junto a nós alguém com os mesmos ideais e com expertise de ponta em treinamentos de SST, nos aproximamos da Proteção, aprofundamos as ideias e assim nasceu essa parceria", conta. Segundo ele, a plataforma conta com uma tecnologia 100% web, totalmente customizável.

Diretor da Proteção Eventos, Alexandre Gusmão explica que o público-alvo da Universidade Proteção é dividido em dois grupos: um composto pelos profissionais de SST e Emergência que queiram se qualificar em sua atividade e o outro por trabalhadores que necessitam de cursos obrigatórios exigidos pela legislação brasileira. Isso visto que, há alguns meses, foi autorizado que as capacitações exigidas nas NRs sejam realizadas também pelo formato EaD. Um dos diferenciais do projeto, segundo ele, é que a plataforma permitirá um controle de estudantes. "O aluno será reconhecido por um sistema de leitura facial, por meio de uma câmera acoplada ao computador ou ao aparelho que ele utilizar (tablet ou smartphone). Isto dará segurança às empresas sobre a efetividade do treinamento, hoje um dos grandes problemas para quem faz EaD", adianta. A empresa também poderá acompanhar o andamento do aluno na conclusão dos módulos do curso, o que facilitará o controle para os empregadores que possuem unidades em regiões diferentes.

CONTEÚDO
Coordenador técnico da Universidade Proteção, o engenheiro e higienista ocupacional Osny Camargo afirma que a educação precária é a raiz de todos os problemas no Brasil. Ainda que o ensino tradicional oferecido nas escolas, universidades e chão de fábrica contribuam de forma significativa para o conhecimento de profissionais e trabalhadores sobre os riscos presentes nos ambientes de trabalho, ele destaca que sempre há a necessidade de especialização dos profissionais de segurança e saúde e mais informações aos trabalhadores. Contribuindo para essa capacitação complementar, ele enfatiza que o modelo à distância da iniciativa faz toda a diferença. "O Ensino a Distância possui recursos que não estão disponíveis a todos os trabalhadores, em todas as regiões do País. Se produzido por profissionais competentes e com ferramentas eficazes para entreter e assegurar que os temas abordados sejam compreendidos, esse método de estudo pode ser muito eficaz", avalia. Gusmão também acrescenta as vantagens de economia com deslocamento e hospedagem, visto que os estudantes não precisam sair de suas cidades para receberem a formação, além de poderem adaptar o curso à sua agenda pessoal.

Quanto ao conteúdo programático dos cursos, Camargo adianta que eles estão sendo planejados de forma a atender as necessidades de conhecimento de trabalhadores, supervisores, gerentes e profissionais de segurança, entre outros. Desse modo, um mesmo tópico será oferecido com diferentes níveis de profundidade. "Por exemplo, o tema `trabalho com inflamáveis’ fará parte da formação de cipeiros de forma superficial para empresas onde o risco é baixo, e o mesmo tópico será oferecido em cursos para trabalhadores que desempenham suas atividades manuseando inflamáveis, ou no curso de EPIs. Já para técnicos e engenheiros de segurança, a temática será abordada com muitos detalhes técnicos e aspectos normativos", explica.

Vicari Junior também acredita que, nos dias de hoje, investir em capacitação em SST via EaD é muito vantajoso, visto que permite que as empresas otimizem os treinamentos engajando seus empregados, economizando tempo e dinheiro, formando um maior número de colaboradores e, como consequência, ganhando em produtividade. Também garante a qualidade das aulas que serão disponibilizadas.

INÍCIO DAS AULAS
A plataforma da Universidade Proteção disponibilizará a partir de agosto as seguintes formações:

Para trabalhadores:
- Curso de formação de CIPA (20 módulos)
- Curso de EPI (4 módulos)
- Curso de SST para operadores de Telemarketing (4 módulos)
- Curso para trabalhadores de checkouttagout (4 módulos)

Para profissionais de SST:
- NR 12 (8 módulos)

Para profissionais de Emergência:
- Produtos Perigosos (4 módulos)

Interessados poderão se matricular no site oficial que será divulgado em agosto ou por meio da Proteção Eventos (www.protecaoeventos.com.br).
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
banner6-promo-protecao-outubro02
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital