Banner 1 - PoliUSP - Janeiro 2020
Banner 1 - SESI RS - 21/1 a 11/2
Banner 01 - Promo Circulação -  Janeiro 2020 - proteção
Banner 1 - GRO - 2020
Banner 06 - Promo Circulação - Janeiro 2020 - proteção
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias


Você está em: Noticias / Geral
Geral
Alagoas pede justiça e reivindica melhores condições de trabalho
Data: 29/01/2016 / Fonte: SINAIT

Maceió/AL - A Delegacia Sindical do Sinait - DS/AL e os Auditores-Fiscais do Trabalho em Alagoas pediram a prisão dos culpados pela Chacina de Unaí e reivindicaram melhores condições de trabalho, nesta quinta-feira, 28 de janeiro, em frente ao prédio da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Alagoas - SRTE/AL, em Maceió.

A presidente da DS/AL, Martha Fonseca, reforçou a importância dos culpados, já condenados, serem presos. "Os Auditores-Fiscais do Trabalho são ameaçados em ações fiscais e a prisão dos culpados servirá como exemplo contra a impunidade".

Além disso, os Auditores-Fiscais denunciam a precariedade das condições de trabalho. "Precisamos ter suporte para atendermos ao público e proteger os trabalhadores". Segundo Martha, os Auditores-Fiscais trabalham em um prédio sucateado, sem estrutura física e operacional. "O aporte é importante para conseguirmos fazer o melhor do nosso trabalho que beneficia a sociedade produtora como um todo". 

Durante o protesto, o Auditor-Fiscal Leandro Carvalho reforçou o fato da categoria estar em Campanha Salarial. "Vários serviços estão suspensos, como a homologação de rescisão de contratos de trabalho, fiscalização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, trabalho infantil, combate ao trabalho escravo e outras ações".

No período de paralisação, informou ele à imprensa, "30% dos serviços estão mantidos, voltados a ocorrências em situação iminente de risco e atraso salarial".


Leia mais:
No Pará, Auditores-Fiscais debatem trabalho escravo e dificuldades na fiscalização
Aumentam denúncias de trabalho escravo no Rio de Janeiro
Perfil do trabalho infantil no Brasil mudou, diz ministra Tereza Campello
Dia de combate ao trabalho escravo: 25 flagrantes registrados em MS
Denúncias ao MPT de casos de trabalho escravo triplicam no RJ
MPT em Pernambuco propõe criação de comissão estadual de combate ao trabalho escravo
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Geral
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital