Fujiwara Banner 1 Outubro
Banner 01 - Marluvas - Dezembro
Banner 01 - Promo Circulação -  Outubro 2019 - proteção
Banner 01 - Ansell
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Banner 01 - Anuário 2019
Banner 1 - UniSafety - 3
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Tocantins registra redução de 24,8% no número de acidentes de trabalho
Data: 28/02/2015 / Fonte: O Girassol

Tocantins - Há mais de oito anos trabalhando no segmento da construção civil, o servente de obra Antônio Marcos Pessoa Silva, de 45 anos, conta que nunca sofreu um acidente de trabalho. "Todas as empresas construtoras que fui fichado, sempre valorizaram o uso de equipamentos de segurança do trabalho", conta o servente de obras.

Isso mostra, segundo o supervisor Regional de Segurança e Saúde do Trabalhador (SST), do Serviço Social da Indústria (SESI) Tocantins, Paulo Geovane, a posição do Tocantins no ranking de acidentes de trabalho, onde apresenta uma redução de mais de 20%. "Segundo o Anuário Brasileiro de Proteção (publicação da Revista Proteção 2013), o Tocantins registrou uma redução de 24,8% no número de acidentes de trabalho, de 2009 a 2011. No contexto nacional, avaliando o número de acidentes, a cada 100 mil trabalhadores, o Tocantins registra o 4º menor número no Brasil e o terceiro menor na região Norte, com 762 acidentes. A média brasileira naquele período (2011) foi de 1536 acidentes a cada 100 mil trabalhadores", apresenta o supervisor.

Para que esses números reduzam ainda mais, empresas do ramo da construção civil têm feito investimentos em treinamentos, qualificação do colaborador e também em equipamentos de segurança e saúde do trabalhador. Segundo o engenheiro civil, diretor técnico de uma construtora da Capital e suplente da diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Tocantins (Sinduscon-TO), Rômulo José do Santos, os acidentes tiveram uma queda significativa.  "Temos trabalhado para que ano após ano, esses números de acidentes de trabalho reduzam", conta.

Estratégia
Segundo o supervisor Regional de SST do SESI, as empresas enxergam as ações da SST como estratégicas. "Elas entendem que é rentável investir em SST, pois pesquisas têm apontado que a cada R$ 1,00 investido, se economiza R$ 4,00 com ocorrências de acidentes, doenças, afastamentos de trabalhadores e outras complicações", explica.

O representante do Sinduscon-TO confirma que investir em SST é vantajoso. "As multas para quem não cumpre a lei são pesadas. Então, é melhor investir na segurança do trabalhador. Aqui na empresa existe profissional só para fiscalizar a SST dos colaboradores", afirma Rômulo.

Satisfação
Para o servente de obras, Antônio Marcos Pessoa Silva, os investimentos das construtoras em oferecer segurança ao trabalhador só melhora os resultados finais das construções. "Trabalhamos sem medo de sofrer um acidente de trabalho. Tudo é muito bem equipado e seguro. O setor da construção civil é crescente e a SST tem nos amparado muito. Estou muito feliz com minha profissão", finaliza o servente de obras.

Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital