Banner 1 - UniSafety - 3
Fujiwara Banner 1 Outubro
Banner 01 - Marluvas - Dezembro
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Banner 01 - Promo Circulação -  Outubro 2019 - proteção
Banner 01 - Ansell
Banner 01 - Anuário 2019
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Segurança do Trabalho tem a maior procura do Sisutec
Data: 13/08/2013 / Fonte: MEC

O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) do Ministério da Educação recebeu 737.229 inscrições de 383.080 candidatos. A primeira edição da seleção ofereceu 239.792 vagas gratuitas em cursos técnicos para quem já concluiu o ensino médio.

O Nordeste, que oferecia 28% das vagas, foi a região com maior percentual de inscritos, atingindo 41%. O Sudeste, que tinha 46% das vagas, contabilizou 30% dos inscritos. A região Norte teve apenas 8% do total de inscritos, mas contava com apenas 3% das vagas ofertadas. Sul e Centro-Oeste, que ofereciam 12% das vagas cada, tiveram 14% e 7% das inscrições, respectivamente.

Para participar do Sisutec, os candidatos precisavam ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2012. O programa, que reserva 85% das vagas para estudantes vindos da escola pública, registrou 523.448 inscrições nesta modalidade, enquanto 60.308 inscrições foram para as cotas, obrigatória nos institutos federais de educação profissional e tecnológica. Outros 153.473 candidatos optaram pelas vagas para ampla concorrência.

Os cursos mais procurados foram os de técnico em Segurança do Trabalho, com 89.656 inscrições; técnico em Informática, 71.850, e técnico em Enfermagem, 63.976. A maior parte do total de inscrições, 57%, foi feita por candidatos do sexo feminino e os cursos noturnos foram a preferência.

Os resultados dos selecionados em primeira chamada serão divulgados na quarta-feira (14), na página do Sisutec. As matrículas devem ser feitas nos dias 15 e 16 de agosto junto às instituições que oferecem as vagas. Na próxima segunda-feira (19), será divulgado o resultado da segunda chamada e as matrículas serão no dia 20.

As vagas restantes depois das duas chamadas poderão ser ocupadas por meio do Pronatec a partir do dia 22 e as vagas serão preenchidas on-line. O início das aulas está marcado para acontecer entre 22 de agosto e 21 de outubro.

 

Comentários
Anônimo Denuncie este comentário
O que adianta ter tanta procura para o curso se NÃO HÁ OPORTUNIDADE PARA OS RECÉM FORMADOS???
Exigem experiência de quem acabou de se formar. Não há oportunidade!!
Marcelo Theodoro Denuncie este comentário
Muito Bom este programa do governo que visa ajudar as pessoas a terem uma formação técnica dando a estas uma oportunidade. Infelizmente a maioria destas pessoas que se inscreveram para o curso de Técnico de Segurança visam apenas o salário da profissão, isso é uma pena pois que está no dia a dia sabe muito bem que ser Técnico de Segurança hoje está muito além do que é aprendido em sala. A prática da prevenção não se aprende em dois anos dentro de uma sala e não se pode esquecer que nossas normas de segurança, nacionais ou internacionais exigem cada vez mais do profissional. Enfim, ser Técnico de Segurança hoje é ser capaz de unir conhecimento técnico, técnicas e constante aperfeiçoamento na área.
Marcio Irineu da Anunciação Denuncie este comentário
Fico muito feliz que o curso de Técnico em Segurança do Trabalho tenha sido o mais procurado, pois é sinal que teremos mais gente preocupada em fazer a prevenção da ocorrência de acidentes, doenças ocupacionais e morte dos trabalhadores, o que me entristece e que daqui do Maranhão, estado onde moro atualmente não teve nenhuma inscrição em nenhum desses cursos, é sinal que a população do estado não foi informada ou não mesmo teve nenhum maranhense interessado em aproveitar essas oportunidades. Prefiro acreditar na primeira posição, pois, nem mesmo eu tinha ouvido falar do SISUTEC, talvez tenha faltado mais divulgação por parte do governo federal, haja vista que é um programa de cunho federal. Agora cabe ressltar que para ser Técnico em Segurança do Trabalho, tem que ter amor a profissão, tem que fazer segurança por amor e não por achar que o Técnico em Segurança ganha muito dinheiro e trabalha pouco.
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital