Banner 1 - UniSafety - 3
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Banner 01 - Anuário 2019
Fujiwara Banner 1 Outubro
Banner 01 - Marluvas - Dezembro
Banner 01 - Ansell
Banner 01 - Promo Circulação -  Outubro 2019 - proteção
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Cerest de Sorocaba contabiliza acidentes de trabalho
Data: 08/09/2013 / Fonte: Cruzeiro do Sul

Sorocaba/SP - Doze pessoas morreram em acidentes de trabalho ocorridos neste ano em Sorocaba e nas demais 32 cidades da região. O número, por enquanto, é menor em relação a 2012, que teve um total de 30 óbitos registrados pela entidade.

Neste ano, o Cerest também recebeu 2.024 notificações relacionadas a acidentes de trabalho. O número corresponde a aproximadamente oito ocorrências por dia distribuídas nos 33 municípios, entre 1º de janeiro e 2 de setembro. O dado faz parte de um levantamento feito pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), que não discrimina a quantidade de ocorrências em cada município.

O Cerest possui dados mais detalhados referentes ao primeiro semestre deste ano. Nos seis meses, a entidade registrou 1.396 notificações de acidentes e oito óbitos em toda a região. Um ocorreu em trânsito e sete deles durante o trabalho, com o envolvimento de três pedreiros, um eletricista, um montador de equipamentos, um soldador e uma profissão não identificada. Os agentes causadores foram quedas de telhado, escada e andaime, além de empilhadeira e equipamento elétrico.

O relatório do Cerest também revela que, no ano passado, 3.514 acidentes de trabalho foram relacionados pela entidade. Desse total, 29% ocorreram na indústria de transformação, 20% no comércio e 16% na construção civil.

Segundo Renata Scudeler, coordenadora do Cerest, a entidade não possui números mais detalhados por cidade devido à falta de informação. "Alguns documentos chegam sem a identificação da cidade onde ocorreu o acidente", diz.

O Ministério Público do Trabalho informa que, entre 1º de janeiro e 3 de setembro deste ano, um total de dez empresas instaladas em Sorocaba foram autuadas por acidente de trabalho. O número é exatamente o dobro em relação ao mesmo período de 2012.

Auxílios-doença

Já o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concedeu neste ano 3.254 auxílios-doença por acidente de trabalho na região de Sorocaba. Em 2012, o número chegou a 5.317. O benefício do INSS é concedido ao segurado incapacitado para o desempenho de sua profissão em decorrência de acidente de trabalho ou de doença profissional. Considera-se acidente de trabalho aquele ocorrido no exercício de atividades profissionais a serviço da empresa (típico) ou ocorrido no trajeto casa-trabalho-casa (de trajeto).

Tem direito ao auxílio-doença acidentário o empregado, o trabalhador avulso, o médico-residente e o segurado especial. A concessão do auxílio-doença acidentário não exige tempo mínimo de contribuição.

Para tentar diminuir esses números, Sorocaba sediará o 1º Encontro Regional de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (CIPA). O evento está agendado para 23 de outubro, na sede do Sesi, com a presença de aproximadamente 250 pessoas. O objetivo será discutir as responsabilidades dos integrantes da comissão sob as perspectivas legais e operacionais. "Haverá uma série de palestras sobre o assunto e, no final, o público terá a chance de conhecer a experiência de uma empresa bem-sucedida na diminuição de acidentes", conta Renata.

Acidentes

Exemplos de acidentes relacionados ao trabalho não são raros na região. Em 12 de fevereiro, um homem morreu em Votorantim ao ser atingido por uma viga de concreto de cerca de três toneladas. No mês seguinte, a queda de uma plataforma situada em uma fábrica de estruturas metálicas de Sorocaba provocou a morte de dois trabalhadores. No fim de agosto, um jovem de 18 anos morreu ao ser atingido pelo braço hidráulico de um caminhão munk. Ele fazia a manutenção do veículo junto com outro funcionário na oficina onde trabalhava, no bairro Barcelona.

 

Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital