Banner 1 - UniSafety - 3
Banner 01 - Promo Circulação -  Outubro 2019 - proteção
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Banner 01 - Ansell
Banner 01 - Marluvas - Dezembro
Banner 01 - Anuário 2019
Fujiwara Banner 1 Outubro
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Apurações de crimes trabalhistas em empresas crescem 40,6%, diz MPT
Data: 01/05/2015 / Fonte: G1

Campinas/SP - As investigações contra empresas por crimes trabalhistas aumentaram 40,6%, de 2011 a 2014, segundo estatísticas do Ministério Público do Trabalho (MPT) com sede em Campinas (SP), que abrange 599 municípios paulistas. O levantamento divulgado na quarta-feira (29) indica que 9 mil inquéritos foram registrados no ano passado, enquanto 6,4 mil casos foram contabilizados durante o primeiro ano avaliado pela instituição.

O MPT informou, por meio de assessoria, que a média mensal de apurações na região subiu de 538 para 737 neste intervalo. Entre as taxas que aumentaram estão as de combate ao trabalho infantil e adolescente, que passaram de 19 para 37 por mês; as investigações contra a discriminação no serviço, que subiram de 46 para 70; e também as apurações contra trabalho escravo, que cresceram 42% no período avaliado pela procuradoria.

"O aumento de investigações é justificado pela maior presença do estado e conscientização da sociedade em torno da denúncia", explicou a procuradora-chefe do trabalho MPT em Campinas, Catarina von Zuben.

Segundo o órgão trabalhista, 35% dos procedimentos abertos em 2011 foram relacionados à formalização de contratos, jornada de trabalho e falta de pagamento das verbas rescisórias. Riscos à segurança e problemas de higiene e conforto foram 24% dos casos, enquanto fraudes trabalhistas somaram 13% do contabilizado naquele ano.

Distribuição em Campinas
Segundo o MPT, o número de inquéritos abertos para investigar empresas de Campinas subiu 97,9%, entre 2011 e 2014, e chegou a 1.320 no ano passado. A maior parte das apurações, informou o órgão, foi relacionada à saúde e segurança (59%), trabalho escravo (3,8%), fraudes trabalhistas (25,7%), discriminação (25%) e trabalho infantil (12,7%).
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital