Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Promo Dezembro 2019 - Proteção
title='Clique aqui para ver mais sobre Fujiwara Banner 1 Dezembro'
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Acidentes matam e ferem seriamente trabalhadores

Beto Soares | Estúdio Boom
Data: 23/10/2013 / Fonte: Sinait

Dois trabalhadores morreram e um ficou seriamente ferido em mais casos de acidentes pelo Brasil.

Os acidentes são motivados pelo cansaço, pela falta de treinamento e ausência do Equipamento de Proteção Individual (EPIs), entre outros motivos.

Em Fortaleza, no Ceará, um empregado de 23 anos morreu no fim da tarde de terça-feira, 22 de outubro, no Bairro Granja Portugal, depois de levar um choque elétrico. O operário trabalhava em uma obra e quando estava na laje superior do prédio esbarrou numa barra de ferro com fios de alta tensão e morreu na hora.

Em Teresina, no Piauí, parte de uma máquina de concretagem se chocou contra um operário, ferindo-o na altura da virilha, também na terça-feira, às 16h30, no quarto andar de uma obra localizada na rua Alcides Freitas, no bairro Mafuá, Zona Norte da capital. O empregado estava desacordado, quando foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Segundo informações do hospital, o trabalhador está recebendo todo o atendimento necessário.

Em Distrito de Culturama, no Mato Grosso do Sul, um trabalhador morreu após sofrer queimaduras devido à alta temperatura da massa usada no recapeamento, no fim da manhã de sexta-feira, 18. O trabalhador terceirizado caiu do caminhão em que estava, dentro da máquina que fica acoplada ao veículo, utilizada para soltar a massa asfáltica na pista. Funcionários da própria empresa perceberam e retiraram o trabalhador de dentro da máquina e aguardaram a chegada do Corpo de Bombeiros ao local. O trabalhador foi levado ao Pronto Socorro do Hospital da SIAS de Fátima do Sul ainda com vida, porém não resistiu aos ferimentos.

Em Ibirité, Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), um eletricitário morreu depois de receber uma descarga elétrica quando fazia manutenção da rede de média tensão, na segunda-feira, 21 de outubro. De acordo com o Sindieletro, este é o terceiro acidente fatal na Cemig este ano e outros dez muito graves também aconteceram, inclusive com mutilações de membros.

Os acidentes citados vão fazer parte do Anuário Estatístico da Previdência Social de 2013. Esta semana, a Previdência Social divulgou os números relativos a 2012. (Acesse aqui o AEPS 2012). O setor com maior número de acidentes é o de Comércio e Reparação de Veículos Automotores com 95.659 registros, seguido pelo setor de Saúde e Serviços Sociais, com 66.302 acidentes. O setor com o terceiro maior índice de acidentes é o da construção civil, que apresentou um aumento, passando de 60.415 em 2011, para 62.874 em 2012.

No caso de mortes, o Anuário informa que em 2012 foram registrados 2.731, enquanto em 2011 foram 2.938. Ficaram permanentemente incapacitados 14.755 trabalhadores. Foram 541.286 acidentes com Comunicados de Acidente de Trabalho - CAT emitidos e 163.953 sem emissão de CAT.

As estatísticas continuam demonstrando a necessidade de ampliação do número de Auditores Fiscais do Trabalho para atuar na prevenção de acidentes, exigindo o cumprimento das Normas Regulamentadoras que tratam de Segurança e Saúde no Trabalho.

O Sinait denuncia que o concurso público em andamento para o cargo de Auditor Fiscal do Trabalho com 100 vagas não atende à demanda de um mercado econômico crescente. Sequer repõe o número de vagas ociosas na carreira, que passa de 830 e aumenta a cada dia, em razão das aposentadorias. De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea há a necessidade de contratar mais de 5 mil profissionais da área de fiscalização trabalhista. Hoje são cerca de 2.800 Auditores para fiscalizar mais de 13 milhões de empresas espalhadas pelo Brasil.

Leia também:

Acidentes em 2012 diminuem, mas a preocupação continua

AEPS revela queda no número de acidentes de trabalho no País

Comentários
Gilmar Denuncie este comentário
Fico preocupado com o texto:
"Os acidentes são motivados pelo cansaço, pela falta de treinamento e ausência do Equipamento de Proteção Individual (EPIs), entre outros motivos."

Há uma explicitação clara de que EPI é a única forma de prevenção de acidentes, omitem o uso de EPC. Se analisarem os casos abaixo, verifico que, com adoção de simples EPC, os mesmos não haviam ocorrido.
A revista Proteção, no qual tem minha admiração, ultimamente atribui às causas de acidente com citação clara de EPI, recordo uma matéria, no qual um funcionário caiu de 10 andares, e a matéria argumentou que o funcionário não usava capacete (pode isto?).
Narnyo Gardinalle Domingos da Silva Denuncie este comentário
Impressionante como é devastador o acidente de trabalho, mata o trabalhador e interrompe sonhos e projetos das pessoas, precisamos mudar este cenário para isso cada um deve fazer sua parte, empresa, trabalhador, governo, profissionais de Segurança.
FERNANDO ANTONIO DE OLIVEIRA LIMA Denuncie este comentário
ESTUDO SEGURANÇA DO TRABALHO A QUASE 10 MESES,FECHO MEU CURSO EM AGOSTO /14, ACREDITO EU QUE A CONSCIENTIZAÇÃO É O PRIMEIRO PASSO PARA SE REDUZIR TANTOS ACIDENTES DE TRABALHO,CAMPANHAS EDUCATIVAS E DE FOCO NO CONHECIMENTO DO TRABALHADOR DOS RISCOS DE VIDA DE SUA ATIVIDADE,MINIMIZAÇÃO DESTES RISCOS E SE AINDA ASSIM ACIDENTES VENHAM A ACONTECER ,O USO DO EPC SERA INDICADO,CONTINUANDO AI SIM O USO DO EPI SENDO PASSADO PARA O TRABALHADOR O CORRETO USO E SUA IMPORTÂNCIA NA MANUTENÇÃO DE VIDA E DE SUA INTEGRIDADE FÍSICA..
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital