Banner Bracol 1 Novembro
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
Promoção - Dicionário99
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Estatísticas
Estatísticas
Acidentes de trabalho matam quatro mil por ano no país
Data: 15/03/2012 / Fonte: Agência Senado

Brasília/DF - Quase quatro mil pessoas morrem no Brasil por ano em acidentes de trabalho, e a maior parte das vítimas são jovens entre 25 e 29 anos. O alerta é do coordenador nacional do Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), José Augusto da Silva Filho, que participou de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, na manhã desta quinta-feira (15), para tratar da segurança dos trabalhadores brasileiros.

Segundo ele, a classe trabalhadora no país ainda é ameaçada pela flexibilização da legislação trabalhista, pelo desrespeito às leis e pela falta de estrutura do Ministério do Trabalho, que não fiscaliza as empresas como deveria.

- O resultado deste quadro é que os acidentes laborais custam R$ 32 bilhões por ano aos cofres públicos. A prevenção ainda é a forma mais importante para se evitar prejuízos e incapacitação, mas o governo não tem investido mais em grandes campanhas nacionais de conscientização - lamentou.

José Augusto da Silva Filho aproveitou para advertir os sindicatos sobre a importância de se investir em cursos de capacitação e formação para seus quadros. Além disso, ele defendeu a criação de departamentos especializados, a elaboração de estudos e pesquisas e a contratação de consultorias.

- Não basta ficarmos só reclamando dos patrões. Temos que fazer a nossa parte também. Sem gente qualificada, como vamos nos sentar à mesa para negociar? Existem assessores jurídicos e contábeis para todo lado; por que os sindicatos não contratam assessores em segurança e em saúde no trabalho? - indagou.

Dois mil acidentes por dia

A audiência pública foi presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), que levou aos convidados mais números da área. Conforme dados do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho do Ministério da Previdência Social apresentados pelo senador, em 2010, ocorreram 701 mil acidentes de trabalho no Brasil, uma média de quase dois mil por dia. Em 2009, foram 733 mil; e em 2008, 755 mil.

As estatísticas, no entanto, são subestimadas, alerta o representante da Nova Central Sindical (NCS), Luiz Antônio Festino. Ele explicou que muitos casos não chegam ao conhecimento dos ministérios do Trabalho, da Saúde e da Previdência Social; e, além disso, os dados oficiais não incluem os servidores públicos, os militares e os trabalhadores que estão na informalidade.

Comentários
Antonio Denuncie este comentário
Treinamento é a única arma eficaz para redução do número de acidentes. Chagou a vez dos sindcatos pararem de ganhar dinheiro e também fazerem a sua parte, independente de passeatas e comícios reindivicatórios. FAÇAM também treinamentos comos seus respectivos sindicalizados. Não esperem só os patrões tomarm essa iniciativa, pois sindicato é representante do empregado, e depende do mesmo para manter-se.
Celso Santana Denuncie este comentário
Os trabalhadores só terão a real atenção do Governo Federal quando a questão dos acidentes tiver à beira do caus. e for considerada questão de saúde publica. Pois sem a devida fiscalização não há a aplicabilidade e implementação dos programas de SST, pois é possível observar obras de construção civil próximas às sedes dos MTEs e não há ação alguma dos AFTs.
Juliano Denuncie este comentário
De fato é que a Segurança e Saúde Laboral depende de ações proativas, algo que tanto governo, sindicato quanto empregador são muito deficitários. Pensar e agir para prevenir é algo muito difícil para muitos, no entanto quando se trata de vidas humanas o mínimo de respeito é necessário. Isso mesmo RESPEITO a VIDA do Trabalhador, o qual nenhum dessas partes estão interessadas de fato! Se pensarmos que a Segurança Laboral teve seu "início" como ciência na Revolução Industrial e analisarmos o seu desenvolvimento atual no Brasil... Analise e diga se não é uma falta de RESPEITO. Quantos centros de pesquisa do governo na área temos no País??? Quantos Cursos de Mestrado??? e a infraestrutura das SRTE`s... Vou parar por aqui... somente gostaria de saber quais foram as ações da Tripartite para as Estatísticas em questão??? Não serei prepotente em dizer que sei como resolver o problema, tamanha sua complexidade. Agora garanto que não somente Eu como muitossssss brasileiros sabem como não deve continuar.

Visite o blog: http://segurancalaboralemfoco.blogspot.com.br/
Uillia Carla Denuncie este comentário
INFESLIMENTE A CULTURA HUMANA SE ENCONTRA DEFASADO ONDE MUITOS FUNCIONÁRIOS PODERIA REVERTER CERTAS SITUAÇÕES NO AMBIENTE DE TRABALHO INCLUSIVE OS ACIDENTES CONSIDERADOS COMO ATOS INSEGUROS.SALIENTANDO QUE, SE TODOS MOBILIZAR E UTILIZAR DA SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR EM TUDO QUE FOR REALIZAR CERTAMENTE VAMOS TER FUNCIONÁRIOS MAIS PRO -ATIVO PESISTENTE COM AS AÇÕES SEGURAS.
Marcio Augusto Benthien Denuncie este comentário
Pessoal, cabe a nós, profissionais da área de Segurança do Trabalho, disseminar uma idéia de consciencia prevencionista com foco na concentraçao na tarefa, para evitar os atos inseguros, precisamos alertar os trabalhadores dia a dia sobre a importância de ter a segurança como um valor, é muito importantenos treinamentos, palestras, DDS, e todos o tipo de informaçao para que todos se mobilizem, e os trabalhadores possam, durante toda a sua jornada, trabalhar com produtividade, motivaçao, sem esquecer de sua segurança e qualidade de vida. Abs a todos.
Ubiratan Luz Dias Denuncie este comentário
Acho que o governo tem que se preucupar mais com a segurança como um todo e implantar desde o ensino fundamental até o nível superior tanto na rede pública com privada uma matéria especifica de segurança e saúde para todos os trabalhadores sem exeção. com isso venha consientizar todos os trabalhadores o quanto a sua segurança e muito mais importante de que seu própio trabalho
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Estatísticas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital