P UVEX Carbonvision Honeywell  - Banner 1
P Gas Alert Maxt II | Honeywell - Banner 1
P Graduacao USP Banner 1
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Produtos & Serviços
    Sipats
    Últimas Notícias
P Emergencia Crianca Banner 4
P Nova Loja Virtual SST - Banner 5
P Caravana Protecao Banner 5
P NN Eventos - Banner 5
P SuperGuiaNet Máscara Facial - Banner 5
P Fotos Redes Sociais - Banner 5


Você está em: Noticias / Doenças Ocupacionais
Doenças Ocupacionais
Tempos modernos e as doenças relacionadas ao trabalho
Data: 20/03/2011 / Fonte: Mogi News

Além do estresse ocupacional, há outras doenças relacionadas ao trabalho, como ansiedade, depressão e a síndrome ´burnout´  - síndrome do esgotamento ocupacional. Essas doenças, que causam incapacidade para o trabalho, estão entre as primeiras da lista da Previdência Social, que englobam os transtornos mentais, segundo o médico psiquiatra e médico do trabalho, Duílio Antero de Camargo, dividindo o ranking com as doenças de acidentes do trabalho e problemas de coluna e as relacionadas aos movimentos repetitivos.

De acordo com Camargo, esta realidade é evidente porque a década de 2000 é considerada a era da ansiedade, fazendo com que a incidência dos transtornos mentais no mundo se tornasse muito grande também por consequências sociais.

Para driblar essas doenças ou tentar amenizar os sintomas, Nadir Isabel Coelho de Freitas, da NIC Recursos Humanos, é importante buscar um equilíbrio emocional por meio de atividades físicas e de lazer e leitura, bem como estar bem espiritualmente.

"A postura do chefe também pode ajudar nestes momentos, com muito diálogo e, principalmente, com a valorização do colaborador, procurando ouvir e entender seus anseios e até ajudando no encaminhamento para ajuda profissional", informa.

Quanto à empresa, Nadir conta que é preciso que ela respeite e oriente esses colaboradores na busca por ajuda de profissionais da área, assim como uma atitude pró-ativa do Recursos Humanos".

Para o médico, é necessário muito acolhimento por parte dos colegas de trabalho e do chefe e realização de ações de conscientização da empresa.

"É importante não ver apenas o lado profissional da pessoa e, sim, verificar o que está ocorrendo com ela para gerar a perda de rendimento e a falta de motivação", conclui Camargo. (J.M.)

Comentários
josilene florencio da silva Denuncie este comentário
Olá pessoal da PROTEÇÃO,
Gostei desse editorial, pois tive condições de alencar mais informação para minha pesquisa sobre saúde do trabalhador.
jorge brito de sousa Denuncie este comentário
E bom saber que tem proficional que ser procupa com saude do trabalhado...
Ñ emporta o trabalho..
parabém..
josue Denuncie este comentário
PARABENS! muito bom, os importantes patronais da sociedade moderna devem mesmo se importar mais com os funcionários sim, um diálogo com o funcionário é de fundamental importancia para a vida do trabalhador, sem esquecer de valorizá-lo sempre, como profissional que é. abraços a todos Deus os abençõe.
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Mais de Doenças Ocupacionais
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
P Cadastre-se Banner 6
P Assinatura Emergencia Banner 6
P Curso de Higiene Ocupacional - Banner 6
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação Download
Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital