Banner Bracol 1 Novembro
Promoção - Dicionário99
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Noticias / Doenças Ocupacionais
Doenças Ocupacionais
PM diz que ficou doente após Kiss e luta na Justiça
Data: 07/03/2016 / Fonte: G1

Santa Maria/RS - Uma policial militar que ajudou no resgate das vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, foi dispensada da Brigada Militar após ficar com problemas de saúde. Hoje ela luta na Justiça pra voltar à corporação.

O fogo que atingiu a casa noturna em janeiro de 2013 causou a morte de 242 pessoas e deixou mais de 600 feridas. Na época, a soldado Vanessa Alves Fogaça integrava uma das primeiras equipes que chegaram ao local. Ela entrou na boate sem qualquer equipamento de proteção.

"A gente não tinha equipamento nenhum. Depois começou a chegar as luvas", conta.

No dia seguinte à tragédia, todos os militares que participaram da operação passaram por atendimento médico no hospital da corporação.

"O médico disse que tinha sintomas que poderia estar com cianeto. Fiquei três dias no oxigênio. Permaneci em atestado nos primeiros dias", relembra.

Cianeto foi um dos gases liberados pela espuma que tinha na cobertura do palco da boate e que incendiou após um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que fazia um show na festa, usar um artefato pirotécnico.

A ex-soldado foi incluída na lista de vítimas e uma das provas é o atestado médico. Ela também passou a sofrer de depressão e, em razão disso, teve que se afastar do trabalho, com licença médica.

"Teve pessoas que tiraram dez dias de atestado e seguiram a vida normal, mas comigo não foi assim. Eu adquiri quadro de depressão, tive duas ou três internações", pontua ela.

A PM não conseguiu mais voltar ao policiamento normal nas ruas de Santa Maria. Passou algum tempo em serviços burocráticos dentro do quartel. Até que em 2014 foi dispensada por não ter o perfil exigido pela corporação. A principal justificativa apontada pela Brigada Militar foi o excesso de faltas.

Em um documento, a corporação apontou o número de afastamentos: foram 250 faltas, quase oito meses sem trabalhar. Mas o advogado contratado pela ex-soldado analisou o relatório e não tem duvidas em afirmar que para chegar a um numero tão alto, a Brigada Militar teria computado até as férias e os dias que Vanessa estava afastada por licença.

"Pura má fé, má fé pura. Desrespeito a uma servidora pública que honrou seu ofício e em razão do seu ofício adquiriu, infelizmente, patologias que lhe acometem até hoje", pondera o defensor Marlon Taborda.

O advogado entrou com uma ação na Justiça para tentar reintegrar Vanessa aos quadros da brigada para que possa continuar o tratamento de saúde. Ela disse que, fora da corporação, não consegue mais continuar o tratamento de saúde.

"Servi pra Brigada Militar enquanto tinha saúde. A partir dali eu já não sirvo mais. Acabo não prestando mais. Sei que cumpri minha missão lá dentro", afirma a ex-soldado.

A Brigada Militar informou que os argumentos foram rejeitados pela comissão encarregada de analisar o caso na corporação. Também disse que ela teve todo o prazo para se defender respeitado, e que os argumentos foram negados. Por isso, o desligamento está mantido.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Doenças Ocupacionais
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital