Banner 06 - Promo Circulação - Janeiro 2020 - proteção
Banner 1 - GRO - 2020
Banner 01 - Promo Circulação -  Janeiro 2020 - proteção
Banner 1 - PoliUSP - Janeiro 2020
Banner 1 - SESI RS - 21/1 a 11/2
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias


Você está em: Noticias / Acidentes do Trabalho
Acidentes do Trabalho
Tocantins registra mais de 1,3 mil acidentes de trabalho este ano
Data: 30/11/2017 / Fonte: G1

Palmas/TO - De janeiro até o dia 27 deste mês, foram registrados no Tocantins, 1.310 acidentes de trabalho, muitos deles provocados pela falta dos equipamentos de proteção individual. Os dados são do Sistema Único de Saúde. A lei trabalhista prevê o direito de indenização à vítima ou aos parentes se for comprovada a culpa do empregador.

Do total de acidentes registrados, 302 foram na zona rural. Um desses casos foi em Araguaína. Alexandre Moreira Soares, de 34 anos, morreu no dia 23 deste mês depois de ter sido sugado por um misturador de ração. Ele fazia manutenção da máquina no momento do acidente.

Na última terça-feira (28), o operário Jacson Rodrigues da Silva, de 18 anos, ficou soterrado enquanto trabalhava em uma obra. Ele chegou a ficar internado, mas já recebeu alta.

O serviços gerais Rafael Rodrigues também sofreu um acidente de trabalho e teve que amputar parte da perna direita. Ele fazia a limpeza de uma máquina usada na produção de asfalto. O jovem contou que estava usando os equipamentos de segurança e que a empresa pagou a internação, mas que depois não prestou assistência.

"Eu que estou comprando os remédios, não é a empresa. A empresa nem atende aos telefones mais. Ligo para eles, eles não atendem, não dão resposta de nada".

O advogado Ronan Garcia explicou que se ficar comprovado que houve culpa do empregador, pode haver responsabilidade na esfera criminal, trabalhista, cível e previdenciária.

"Se a empresa verificar que existiu por parte dela alguma falha e que isso caracterizaria culpa ou dolo, ela tem a responsabilidade de custear as despesas com o tratamento. Se houver morte, as despesas com funeral, encaminhar toda a documentação necessária para que os familiares ou a própria vítima possa usufruir dos benefícios previdenciários, o auxilio por acidente ou a pensão por morte, no caso do empregado que tenha falecido".
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Acidentes do Trabalho
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital