Banner 1 - SESI RS - 21/1 a 11/2
Banner 1 - PoliUSP - Janeiro 2020
Banner 1 - GRO - 2020
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias


Você está em: Noticias / Acidentes do Trabalho
Acidentes do Trabalho
Operários caem de altura de 9 metros após viga de obra despencar em SP
Data: 03/05/2016 / Fonte: G1

Ribeirão Preto/SP - Dois operários ficaram gravemente feridos após caírem do andaime de uma obra, na Vila Tibério, na zona oeste de Ribeirão Preto (SP), nesta terça-feira (3). Segundo testemunhas, uma viga de sustentação despencou sobre os pedreiros, que caíram de uma altura de nove metros.

As vítimas foram socorridas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram levadas para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE), onde permanecem internados.

Procurada pela reportagem do G1, um dos representantes da Construtora Cardoso Mendonça, responsável pela obra, informou que os operários receberão assistência da empresa.

Equipamentos de segurança
Os pedreiros trabalhavam em um prédio de dois andares ao lado da igreja Nossa Senhora do Rosário, na Praça Coração de Maria. Segundo o ajudante de pedreiro Marinaldo Silva Costa, os operários foram atingidos pela laje da obra.

"Caiu sobre eles, pegou o corpo inteiro, todo arrebentado", disse o ajudante. "Caíram lá de cima e assim que caiu o muro foi desabando tudo", afirmou.

Ainda segundo Costa, os operários trabalhavam sem equipamentos de segurança. "Acho que não tem. Se quiserem me mandar embora, pode mandar, mas não estavam usando, não", comentou o ajudante de pedreiro.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a obra foi isolada e a construção está comprometida. "A estrutura está instável, porque temos pilares e vigas comprometidas", disse o capitão Rodrigo Araújo. O prédio foi escorado emergencialmente para estabilizar a estrutura.

Construtora
Procurado pela reportagem do G1, o sócio-diretor da Construtora Cardoso Mendonça, Uilho Geraldo Mendonça, negou as informações do ajudante de pedreiro sobre a falta do uso de equipamentos de segurança.

"Ele ficou nervoso na hora do acontecido e saiu falando bobagem por aí, todos os funcionários são registrados, com seguro, temos os protocolos assinados por eles dos EPIs [Equipamento de Proteção Individual] exigidos por lei, estavam protegidos", disse.

Ainda de acordo com o representante da construtora, os operários vão receber todo apoio da empresa dentro do exigido em lei. "Fora o  apoio emocional, para os parentes, inclusive", afirmou Mendonça.
Comentários
Deixe seu comentário sobre a notícia:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
* E-mail, Profissão, Estado e cidade não serão publicados.
 
 
 
   
 
 
 
Código de verificação:

Repita o código ao lado:
 
 
Enviar


Notícias relacionadas
Mais de Acidentes do Trabalho
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital