Delta Plus - Diamonddv - banner 01 - abril
Banner 01 - Metroform - Abril
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P Revista Proteção Digital Banner 4
P Revista Emergência Digital Banner 5
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Matérias / Memória / Prevenção na raça
Memória
Prevenção na raça
O profissional de SST dos anos 70 e 80 trabalhava com força de vontade e literatura escassa

Tivemos a oportunidade de nos referir, em textos anteriormente publicados, sobre as dificuldades que os profissionais de SSO enfrentavam para se capacitar e poder enfrentar, com alguma chance de sucesso, os riscos advindos dos mais diversos ramos de atividade nos anos 70.

Como se sabe, as Normas Regulamentadoras foram anunciadas em junho de 1978. Anteriormente, existia um número seleto de publicações, editadas por entidades do setor, que procuravam prestar apoio a quem se via obrigado a enfrentar o dia a dia da prevenção de acidentes do trabalho. Um destes livros foi o Manual do Supervisor de Segurança do Trabalho, lançado pela ABPA (Associação Brasileira de Prevenção de Acidentes do Trabalho), cuja 4ª edição circulou também em 1978.

Na apresentação, o autor Orlando José Alves, informava que "o sonho de um idealista da prevenção de acidentes no Brasil se torna realidade com a organização desta obra. Sem desmerecer inúmeras pessoas, que têm dado muito de si para o progresso do segmento, uma menção especial para a ABPA que se tornou pioneira nos ensinamentos da Segurança do Trabalho. Que o Manual para Supervisores de Segurança do Trabalho, ora lançado, cumpra sua finalidade e que contribua, de fato, para tornar o trabalho do homem seguro, confortável e em condições saudáveis, aumentando a produtividade e afastando o fantasma do acidente, meta por nós almejada".

INSPIRAÇÃO
A obra possuía quarenta e dois capítulos. Entre eles alguns merecem destaque, como o que tratava de riscos profissionais. Nele, o autor destacava que a partir do momento em que se estabeleceu não haver condições de um bom trabalho de prevenção, dentro de uma indústria, não se concebe a análise dos riscos profissionais sem, previamente, estudarmos a conceituação de doença profissional, seus agentes causadores, vias de penetração no organismo, etc.

Mais interessante ainda foi quando a publicação se referiu aos Equipamentos de Proteção Individual.  Especificamente quando o assunto tratou de calçados de segurança, chama a atenção a classificação deles por tipo de risco. Pouco se ouviu falar nos dias atuais de dois deles: `Não Faiscantes’ e `Fundição’. O primeiro era aquele projetado para eliminar a possibilidade de faíscas causadas pelo calçado em atmosferas explosivas ou inflamáveis. Esse tipo de produto é conhecido atualmente como calçado com solado dissipativo ou anti-estático. O tipo Fundição não deveria ter laço (hoje conhecido como cadarço). Contudo, o que não pode passar despercebida em nenhuma circunstância, é quando o autor se refere à `Chanca com Solado de Madeira’. Era tido como o melhor produto para a proteção dos pés para quem lidava com alcatrão derretido. Também se indicava este calçado para quem atuasse em áreas com pisos úmidos ou molhados. Os empregados na indústria de bebidas e laticínios tinham esse item quase como obrigatório. E pasmem: ele era fornecido com dobradiças para facilitar o caminhar. Uma confissão deve ser feita por este escriba: eu conheci pessoalmente todos estes EPIs.

Dias difíceis enfrentavam os profissionais de SSO dos anos 70 e 80. Literatura escassa e pouco disponível. Não havia muitas bibliotecas especializadas e muito menos internet. Prevenção de acidentes do trabalho era feita na raça. Com a garra e a força de vontade destes indivíduos, muitas perdas humanas foram evitadas. Que eles sirvam de inspiração para os dias que virão.

*Coluna publicada na edição 316, abril de 2018.



Luis Augusto de Bruin
- Especialista em Direito Trabalhista e Previdenciário, professor em cursos de formação de Técnico de Segurança do Trabalho e consultor de empresas na área de políticas de prevenção.
 
Mais de Memória
 
1     2     3
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Assine a Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital