Delta Plus - Diamonddv - banner 01 - Agosto
P Assinatura Proteção digital banner 1
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos 2018 - Banner 5


Você está em: Matérias / Memória / Gerenciamento de riscos
Memória
Gerenciamento de riscos
Técnica que completa mais de 40 anos não é responsabilidade apenas dos SESMTs das empresas

O objetivo deste espaço, além de contar histórias, rememorar conquistas e trazer fatos marcantes destes últimos 50 anos de Saúde e Segurança do Trabalho no Brasil, tem, também, o cunho de reconhecer o mérito daqueles que tanto fizeram, e ainda fazem, por esse setor da atividade humana.

Estamos nos referindo a dois grandes profissionais da área que são os engenheiros de Segurança do Trabalho Francesco De Cicco e Mário Luiz Fantazzini. Ambos com passagem pela Fundacentro, foram responsáveis pelo estudo e implementação do gerenciamento de riscos, técnica esta com mais de 40 anos de existência em nosso meio. Francesco e Fantazzini são os autores do livro Técnicas Modernas de Gerenciamento de Riscos, editado pelo IBGR - Instituto Brasileiro de Gerência de Riscos em 1985.

Na apresentação da obra, os autores já faziam o seguinte questionamento: "até que ponto os profissionais de Segurança (e Medicina) do Trabalho estão desempenhando a contento a sua função de contribuir para a prevenção de acidentes e doenças profissionais?". E a resposta vem a seguir: "sabemos que essa função está bastante desvirtuada, na medida em que os engenheiros e supervisores de Segurança do Trabalho (essa era a denominação dos atuais técnicos de Segurança do Trabalho na época da edição do livro) são obrigados a responsabilizar-se pela vigilância, limpeza, jardinagem (?) e outras atividades que nada têm a ver com a missão que lhes deveria ser confiada, ou seja, assessorar a organização na proteção de seus recursos humanos e, por que não acrescentar, na proteção também de seus recursos materiais".

AGREGANDO VALOR

Nesse aspecto cabe observar, em texto publicado há algumas colunas atrás, o disparate de verificarmos pessoalmente, nos idos de 1980, a atuação de um supervisor de Segurança do Trabalho fazendo, com um pequeno trator, o corte de grama de uma empresa. E ainda mais, nós, como De Cicco e Fantazzini, compactuamos plenamente com a tese de que o profissional de Saúde e Segurança do Trabalho, com plenas condições de exercer sua atividade, pode agregar valor ao negócio da empresa.

No livro, que repetimos é de 1985, encontram-se procedimentos que podem perfeitamente ser adaptados e aplicados aos dias de hoje como: APR (Análise Preliminar de Riscos), AMFE (Análise de Modos de Falha e Efeitos), Técnicas de Incidentes Críticos e AAF (Análise de Árvores de Falhas). Sobre esse último tópico - Árvores de Falhas - os autores citam, como curiosidade,  que ele foi desenvolvido pelos Laboratórios Bell Telephones em 1962, a pedido da Força Aérea Americana, para uso do míssil balístico intercontinental "Minuteman". A análise é um método excelente para o estudo dos fatores que podem causar um evento indesejável (falha, risco principal ou catástrofe). A AAF encontra sua melhor aplicação em situações complexas, pela maneira sistemática na qual várias condições podem ser apresentadas. Trata-se, com efeito, de um modelo no qual dados probabilísticos podem ser aplicados a sequências lógicas.

Finalizando, De Cicco e Fantazzini, trazem uma reflexão que - também - tem sido um dos principais fundamentos que procuro deixar claro nos treinamentos que ministro, que é aquela que supõe que o SESMT seja o único responsável pelos controles de riscos e acidentes na organização. Isso é  ter uma visão ultrapassada e prejudicial ao interesse dos trabalhadores, da empresa e da nação como um todo. Prevenção de acidentes é responsabilidade de todos, principalmente da alta direção, indo até o mais modesto colaborador.

*Coluna publicada na edição 320, agosto de 2018.



Luis Augusto de Bruin
- Especialista em Direito Trabalhista e Previdenciário, professor em cursos de formação de Técnico de Segurança do Trabalho e consultor de empresas na área de políticas de prevenção.
 
Mais de Memória
 
1     2     3
Edição do Mês
 
Banner 06 - Conest - Agosto
Banner 06 - Saúde e Vida - Julho
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital