Banner 01 - RL USP - Dezembro
P Assinatura Proteção digital banner 1
Banner 01 - Plínio Fleck - Dezembro/2019
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos 2018 - Banner 5


Você está em: Matérias / Entrevistas / JOSÉ POSSEBON - Pesquisador da Fundacentro fala sobre fatos que marcaram sua trajetória profissional junto à entidade
Entrevistas
JOSÉ POSSEBON - Pesquisador da Fundacentro fala sobre fatos que marcaram sua trajetória profissional junto à entidade
Do tempo em que comprar bombonas de produtos químicos e armazená-las em casa era uma prática comum, José Possebon, engenheiro químico e de Segurança do Trabalho, atuou metade de sua vida em indústrias do ramo químico e petroquímico e a outra metade na Fundacentro, onde aposentou-se em 2010, após 23 anos de intensas pesquisas e trabalhos que contribuíram para melhorar a prevenção no país.

Natural de Santa Maria da Serra, no interior de São Paulo, hoje com 78 anos, Possebon presenciou graves acidentes de trabalho na indústria em que trabalhava antes de ir para a Fundacentro, o que acabou motivando, inclusive, que ele fizesse o curso de especialização em Segurança do Trabalho. "Mas foi na Fundacentro que eu realmente tive um desenvolvimento profissional maior porque na indústria privada você trabalha em função da produção, você não tem muito tempo e na Fundacentro a gente tinha possibilidade de pesquisar", relembra.

Nesta entrevista, Possebon, que é também mestre em Sistemas de Gestão pela Universidade Federal Fluminense, relembra fatos marcantes em que esteve envolvido como os acidentes de trabalho na indústria petroquímica que ajudou a investigar, a avaliação dos gases tóxicos nos túneis da chamada Ferrovia do Aço, as ações junto à Comissão Permanente Nacional do Benzeno e ao GIA (Grupo Interinstitucional do Amianto).

O senhor graduou-se em Engenharia Química e na década de 1970 cursou Engenharia de Segurança do Trabalho. O que o levou para a área de Segurança do Trabalho?
Inicialmente eu trabalhava na Petroquímica União em controle de processos, específico na área de refinas, aromáticos e utilidades. Mas após um acidente grave em 1975 com 29 acidentados, a Petrobras resolveu dar um curso de Engenharia de Segurança do Trabalho para os seus engenheiros. Fui convidado e aproveitei para fazer o curso.

FOTO: Alex Pires/Fundacentro

Entrevista à jornalista Daniela Bossle

Confira a entrevista completa na edição de abril da Revista Proteção.
 
Mais de Entrevistas
 
1     2     3     4     5     6     7     8     9     10
Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital