Banner 01 - Marluvas - Janeiro18
Banner 01 - Poli USP Janeiro
Banner 01 -RL USP Janeiro
Banner 01 - DeltaPlus
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P Revista Proteção Digital Banner 4
P NN Eventos - Banner 5
P Revista Emergência Digital Banner 5


Você está em: Matérias / Causos da Prevenção / Histórias divertidas vivenciadas por profissionais de SST - 2018
Causos da Prevenção
Histórias divertidas vivenciadas por profissionais de SST - 2018
"Causos da Prevenção" publica alguns fatos vivenciados por profissionais de SST, narrados por um contador de histórias, Seu Guto Velhada.

Se você tem uma história interessante ou engraçada e quer vê-la retratada na Revista Proteção, envie para redacao2@protecao.com.br, que o Seu Guto vai ter prazer em retransmitir o causo.

Diversos saberes

Colaboração de Alan Eannes

Ilustração: Beto Soares | Estúdio Boom

Normalmente, encontramos muitas situações de risco e uma certa precariedade quanto à Segurança do Trabalho em canteiros de obras na construção civil. Certa vez, ministrando um curso em um desses ambientes ocupacionais, a situação com que me deparei não era diferente, por diversos fatores, entre eles, muitas atividades ao mesmo tempo, descaso dos encarregados, da direção, pressa para entregar a obra, falta de qualificação e até de educação escolar básica de boa parte dos trabalhadores.

Ao final da aula, necessitei aplicar uma avaliação, pois o Ministério do Trabalho costuma pedir evidências do treinamento e da aprovação dos participantes - infelizmente, é o nosso país do `papel’, o que tem nele nem sempre importa, desde que ele exista, por isso, enfatizo, infelizmente. O fato é que, ao passar a lista de presença, percebi a dificuldade de um colaborador para achar o nome dele (que estava digitado em letra de forma). Ajudei-o e constatei que ele conhecia o `desenho’ do seu nome, não a escrita do próprio, e aquele formato de letra legível para os demais não batia com a assinatura (desenho) que ele sabia reconhecer e fazer. Então me perguntei como ele iria fazer a avaliação se nem mesmo o nome conseguia ler com facilidade.

Conversei com esse trabalhador em um intervalo para o café, e ele me contou parte de sua história de vida (seus amigos de trabalho já tinham me contado que era excelente carpinteiro). Percebi o quanto era inteligente, mas que ainda tínhamos um problema (obstáculo) para ser resolvido: a sua avaliação. Então tive uma ideia que deu certo: entreguei a avaliação a ele e disse para ficar calmo, que já iria ajudá-lo (ele também tinha vergonha da situação). Depois de entregues todas as demais avaliações, sentei ao lado dele e fui lendo questão por questão: ele respondendo oralmente e eu escrevendo o que era dito. Resultado? Aluno aprovado com mérito.

Emociono-me sempre que lembro desse caso, que me faz refletir sobre os `diversos saberes’, a criatividade e o aproveitamento das qualidades que todos temos a oferecer. Claro que ali ainda tínhamos a deficiência do trabalhador com a leitura que deveria ser resolvida, mas ele ficou feliz por me mostrar que sabia, que aprendeu o que ensinei, e eu mais ainda por isso. Para mim, uma lição inesquecível.
 
Mais de Causos da Prevenção
Edição do Mês
 
AmbLegis banner6 - 01/18
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Assine a Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital