Banner Bracol 1 Novembro
Banner 1 Marluvas - Set/Dez
 
 
    Acidentes do Trabalho
    Doenças Ocupacionais
    Empresas & Negócios
    Estatísticas
    Eventos
    Geral
    Legal
    Leia na Edição do Mês
    Práticas de Prevenção
    Produtos & Serviços
    Últimas Notícias
P NN Eventos - Banner 5


Você está em: Edições / Ed. 10/2019
 
Edição 10/2019
MATÉRIA DE CAPA

Sob nossos pés

Reportagem de Raira Cardoso

Capa: Ascom/Embasa

Risco de explosões, incêndios e intoxicações aumenta nestes espaços confinados devido à presença de gases e vapores inflamáveis, além de contaminantes tóxicos

Não projetado para ocupação humana contínua e com meios limitados de entrada e saída, onde a ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes, os espaços confinados oferecem diversos riscos aos trabalhadores. Muitos deles com consequências mortais ou particularmente graves em casos de acidentes de trabalho. Entre os principais está o risco atmosférico, resultante da presença de gases e vapores inflamáveis, contaminantes tóxicos, deficiência ou excesso de oxigênio, que podem causar explosões, incêndios e intoxicações.

Imagine somar aos desafios das atividades nos ECs os perigos vinculados à distribuição dos serviços de água e esgoto, gás, energia elétrica e telecomunicações. Alguns já nativos das galerias subterrâneas e outros migrando aos poucos, os trabalhadores que realizam instalação e manutenção para as empresas presentes nesses ambientes encontram um cenário complexo e, por vezes, compartilhado, devendo ter muito conhecimento do seu entorno.

Especialistas em Segurança e Saúde do Trabalho em espaços confinados falam nesta reportagem sobre as medidas preventivas a serem observadas para garantir uma atuação segura nas galerias subterrâneas. Também são apresentadas iniciativas de empresas que vêm investindo na prevenção.

Confira a reportagem completa na edição de outubro da Revista Proteção.



----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O que motiva as lideranças?

FOTO: Clodoaldo Novaes/Fundacentro

Entrevista à jornalista Daniela Bossle

Pesquisador revela os principais fatores que impulsionam os empresários a melhorarem seus ambientes de trabalho

Atuando desde 1987 como servidor da Fundacentro em São Paulo, o doutor e mestre em saúde pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP, Rogério Galvão da Silva, é pesquisador da entidade, editor associado da Revista Brasileira de Saúde Ocupacional e professor do Programa de Mestrado Acadêmico da Fundacentro. Nos últimos anos, ele tem se dedicado ao campo de políticas, planos, programas, estratégias e incentivos governamentais para a melhoria da Saúde e Segurança do Trabalho e em agosto ele participou do Congresso Brasileiro de Saúde e Segurança do Trabalho palestrando sobre `Fatores de Motivação dos Empregadores para a Melhoria da SST’. O tema tem relação com pesquisas coordenadas por ele para saber `o que motiva os membros da alta administração a estarem ativamente envolvidos com a melhoria da Saúde e Segurança no Trabalho’. Nesta entrevista, concedida durante a Expo Proteção, ele conta um pouco mais sobre os resultados que encontrou.

Ao longo dos últimos 32 anos, Galvão ocupou diferentes cargos na entidade como gerência de Coordenação Técnica, assessor técnico de diretoria e diretor executivo. Também em muitas ocasiões, representou o Ministério do Trabalho e o Brasil em fóruns internacionais, além de representar a instituição em comissões e grupos tripartites. Possui especialização em Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho pelo International Training Centre of the International Labour Organization/Itália; em Higiene do Trabalho pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; em Segurança Integral na Empresa pela Fundación Mapfre; em Engenharia de Segurança do Trabalho e é graduado em Engenharia Química.

Você coordenou recentemente pesquisas que investigam sobre o que motiva os empregadores brasileiros a investirem na área de Saúde e Segurança do Trabalho. Como foram feitas estas pesquisas e com que intuito?
Ao longo de décadas de trabalho na área, temos observado que o empenho e a liderança dos membros da alta administração das empresas são elementos críticos para a melhoria da segurança e saúde dos trabalhadores, pois são esses executivos que têm a chave do cofre e tomam as decisões finais. Com base nisso e inspirado por uma pesquisa ampla desenvolvida na década passada pelo governo australiano com o apoio da KPMG Consultoria, coordenei um grupo de pesquisa na Fundacentro para explorar o contexto brasileiro. Elaboramos um questionário eletrônico no Google Formulário, a partir de revisão bibliográfica e enviamos primeiramente para dirigentes sindicais de todo o Brasil. Utilizamos o cadastro da Fundacentro e a questão principal foi saber o que motiva os membros da alta administração a estarem ativamente envolvidos com a melhoria da Saúde e Segurança no Trabalho, de forma análoga à pesquisa australiana. Só que a metodologia utilizada na Austrália foi com base em entrevistas, no tête-à-tête, e nós, pelos recursos disponíveis, optamos por usar um questionário eletrônico que fica disponível online. Enviamos e-mails explicando sobre a pesquisa com o link para responderem. Obtivemos 62 retornos de representantes sindicais dos trabalhadores de 18 estados brasileiros com predomínio das regiões Sudeste e Sul onde se concentra a maior parte das atividades econômicas do país. Os resultados da pesquisa foram divulgados pela Fundacentro e publicados no IV Congreso de la Sociedad de Análisis de Riesgo Latinoamericana realizado no México no final do ano passado.

Confira a entrevista completa na edição de outubro da Revista Proteção.





----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
EXPO PROTEÇÃO

Evento focado

FOTO: Valdir Lopes

Por Redação Revista Proteção

Expertise e visitação técnica garantiram qualidade e satisfação dos expositores e profissionais

A Expo Proteção - 8ª Feira Internacional de Saúde e Segurança do Trabalho e a Expo Emergência - 11ª Feira de Resgate, Atendimento Pré-Hospitalar, Combate a Incêndio e Emergências Químicas, realizadas de 7 a 9 de agosto no Expo Center Norte em São Paulo/SP reuniram mais de 39 mil profissionais que circularam pela mostra e eventos paralelos em busca das últimas novidades em produtos e serviços utilizados nas áreas de SST e Emergência.

Nos eventos técnicos que aconteceram paralelamente à exposição 2.700 pessoas marcaram presença buscando atualização e capacitação. Entre os destaques esteve a segunda edição do Congresso Brasileiro de SST que envolveu debates sobre a atualização das normas regulamentadoras e a continuidade do eSocial, a apresentação dos cases vencedores do Prêmio Proteção Brasil, workshops de atualização profissional abordando temas do dia a dia prevencionista, além de outros eventos paralelos.

Para o diretor da Proteção, Alexandre Gusmão, há três pontos altos a serem destacados sendo o primeiro deles a possibilidade de geração de negócios entre visitantes e expositores num momento tão delicado da economia. "Contribuímos para a aproximação de clientes e fornecedores num ano em que o Brasil está retomando seu crescimento", avalia.

Confira a matéria completa na edição de outubro da Revista Proteção.



----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Prevenção na prática

FOTO: Valdir Lopes

Por Redação Revista Proteção

Celebração do Prêmio Proteção Brasil de SST homenageia vencedores dos melhores cases

Em sua 15ª edição, o Prêmio Proteção Brasil de Saúde e Segurança no Trabalho fez parte da programação do Congresso de SST 2019 e da Expo Proteção. A noite de premiação, em 8 de agosto, no Expo Center Norte, homenageou as melhores práticas promovidas por empresas de todo o país. Este ano 32 cases e cinco pesquisas foram premiados com representantes de todas as regiões. As indicações nas categorias já eram conhecidas desde o mês de julho, mas os vencedores das regiões e o vencedor nacional foram revelados somente na cerimônia.

O diretor da revista Proteção Alexandre Gusmão afirmou em seu discurso que a representação de empresas e profissionais de todo o país demonstra que a prevenção é praticada, não só nos grandes centros, mas também nos locais mais distantes. "Afinal, somos todos brasileiros e merecemos que a nossa integridade seja respeitada enquanto trabalhamos. Parabéns a vocês, parabéns às empresas, instituições e escolas brasileiras que se preocupam com a saúde e segurança dos trabalhadores", saudou Gusmão.

Confira a matéria completa na edição de outubro da Revista Proteção.





----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Dedicação reconhecida

FOTO: Valdir Lopes

Por Redação Revista Proteção

Empresas do setor recebem homenagem pela qualidade de seus equipamentos e serviços

Em 7 de agosto, primeiro dia de Expo Proteção, foi realizada, à noite, a cerimônia de entrega do Prêmio Top of Mind de Proteção 2019 com a presença de profissionais da área, empresários atuantes no mercado de SST e autoridades ligadas a entidades prevencionistas e instituições como Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo, ABPA, ABHO, Sintesp, Animaseg, Fundacentro, Instituto Brasileiro de Gestão, entre outras.

Em sua 24ª edição, o Prêmio Top of Mind de Proteção iniciou em 1996 com a pesquisa "O que está na cabeça dos prevencionistas brasileiros" revelando anualmente os vencedores desta que é considerada a principal premiação brasileira voltada para o mercado de Saúde e Segurança do Trabalho.  Profissionais do setor apontam as marcas de equipamentos e serviços que ocupam sua preferência em seu dia a dia de trabalho. Os prevencionistas também definem quais são as marcas mais lembradas em 19 categorias específicas de equipamentos e serviços. Em algumas categorias a premiação acontece para menos de cinco empresas por não adequação da marca ao segmento indicado ou pela votação não atingir a pontuação mínima estabelecida pelos critérios de premiação.

Confira a matéria completa na edição de outubro da Revista Proteção.





Edição do Mês
 
 

 
 
© Copyright 2009 - Revista Proteção. Todos direitos reservados.
Rua Domingos de Almeida, 218 - 93.510-100 - Novo Hamburgo - RS - Brasil. Central de Atendimento: 51 2131.0400
Revista Proteção Outras Publicações Nossos Eventos Eventos SST SuperGuiaNet Loja Virtual Legislação
Download Entidades Galerias Fale Conosco
Loft Digital