Para um site de roupa nova, um tecido de grife

Para a nova programação que passa a integrar o site PROTEÇÃO MAIS, fiquei com a missão de produzir conteúdo para esse blog. Na verdade, recebi mais como uma premiação, um presente. Depois de mais de 20 anos atuando nesse setor, vejo como uma grande oportunidade poder contar um pouco das ricas histórias de pessoas e empresas que constroem, diariamente, com seu trabalho e talento, o mercado de saúde e segurança no Brasil.

Quem me ajudou a inaugurar em grande estilo esse espaço, foi o Inácio Silva. Administrador de empresas, com MBA em Marketing pela FGV, Inácio está há 18 anos no segmento de uniformes profissionais e EPI’s e atualmente é o Gerente de Marketing e Produtos da Santista.

Inácio Silva, da SANTISTA

Com 90 anos de história, a Santista é referência em tecidos para uniformes profissionais na América Latina. Recém adquirida pelo grupo mexicano Siete Léguas, está em um momento bastante positivo, investindo R$ 35 milhões na modernização do parque industrial.

Além de revelar que é mais um corredor das ruas de São Paulo, assim como o responsável por esse blog, Inácio aborda temas atualíssimos sobre a nossa área:

O setor de SST no Brasil e no mundo

No Brasil o setor de SST está em franca evolução, tanto pela seriedade dos trabalhos desenvolvidos na área de normatização pelos fabricantes e entidades de classe, quanto pelo aumento da conscientização dos trabalhadores sobre a importância da utilização de EPI’s no desenvolvimento de suas funções dentro das empresas. Porém, ainda temos oportunidades para evoluir. Os mercados Europeu e Americano são bastante evoluídos nesses quesitos e acredito que são boas referências que podemos utilizar quando pensamos na evolução do mercado brasileiro para o futuro.

As mudanças promovidas pelo atual governo e impacto no nosso mercado

A MP 905 divulgada em novembro impacta significativamente no nosso mercado em diversos aspectos, como por exemplo no quesito que trata do CA – Certificado de Aprovação dos EPI’s, que deixa de ser emitido pela Secretaria do Trabalho e passa a ser de responsabilidade de quem comercializa realizar a certificação do EPI junto aos laboratórios autorizados. Na prática, quem comercializa precisa continuar realizando os ensaios nos equipamentos da mesma forma que é realizado hoje.  Como toda transição, ainda existem muitas dúvidas quanto às novas regras, mas acredito que haverá um período de adaptação e com o tempo tanto os fabricantes quanto os empregadores terão com mais clareza o novo funcionamento.

A ANIMASEG está discutindo o tema junto à Secretaria do Trabalho e trabalhando na elaboração de um novo modelo de certificação.

A evolução do mercado

O cenário econômico no país vem mostrando sinais claros de recuperação, ainda que em ritmo aquém do que gostaríamos. Mas em 2019 já pudemos sentir impactos positivos dessa mudança de cenário. A Santista, na divisão de tecidos de proteção e uniformes, cresceu 12% em relação a 2018. É um crescimento significativo após esse período de recessão econômica que o Brasil atravessou. Para 2020 a expectativa é extremamente positiva. Investimos R$ 35 milhões na modernização do parque fabril e novos investimentos acontecerão em breve.

Desafios, oportunidades e ameaças para o futuro

O grande desafio/oportunidade é estar preparado para as constantes e cada vez mais rápidas mudanças que as relações de consumo vem apresentando nos últimos tempos. O consumidor está cada vez mais exigente e dispondo de uma quantidade enorme de informações. E isso dá um poder enorme para ele. As empresas precisam acompanhar esse movimento para oferecer os produtos corretos no tempo certo. Vejo isso como algo extremamente positivo pois como consequência, os consumidores terão produtos cada vez melhores à disposição e representa para as empresas a oportunidade de melhoria constante.

Estratégias atuais de marketing da empresa

Desenvolvemos em 2018 o programa “Universidade Santista vai até você”, através do qual levamos conhecimento técnico aos clientes dos mercados onde atuamos, sejam eles confecções ou empresas usuárias de uniformes e EPI’s. Ao longo de 90 anos de história, acumulamos muito conhecimento e temos enorme prazer em compartilhar com os nossos clientes. Abordamos temas como Segurança, Conforto, Produtividade, Proteção, Qualidade de Confecção, levando conhecimento técnico de grande utilidade para o dia a dia dos profissionais do segmento.

Temos a Universidade Santista dentro da nossa fábrica de Americana/SP e neste programa ela torna-se itinerante, passando por várias cidades do Brasil. Iniciado em Novembro de 2018, o programa passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Ceará e Bahia. E a partir deste mês iniciamos a temporada 2020 com diversos workshops pelo Brasil.

Investimento em marketing

Apostamos muito nas mídias online e redes sociais, que estão mudando a forma de se comunicar com os clientes. Acredito que o nosso setor ainda pode evoluir muito e estamos trabalhando diversas ações nesse sentido. Uma pesquisa recente realizada por uma empresa de Londres, a GlobalWebIndex apontou o Brasil no 2º lugar entre os países no índice que mede o tempo que o usuário passa nas redes sociais. O grande desafio é investir no conteúdo certo para atingir esse público.

Esportes

Atualmente, a corrida. Tenho praticado entre 4 e 5 vezes por semana. Recentemente disputei a primeira corrida de rua de 5km em São Paulo e em 2020 certamente disputarei outras. São Paulo tem corridas assim praticamente todos os finais de semana.

Mensagem final

Tenho enorme satisfação em poder contribuir para o setor de SST através do trabalho que desenvolvemos na Santista. Somos reconhecidamente pioneiros no setor e fazer parte deste movimento é motivo de grande orgulho.

Aproveitei e fiz um desafio ao Inácio: do escritório da Proteção em São Paulo até a linda sede da Santista são 6,5 kms. A minha proposta é que a próxima reunião seja em deslocamento, correndo entre os dois endereços. Ainda não recebi confirmação.


O blog Empresas e Talentos apresenta boas histórias sobre profissionais e empresas que constroem o mercado de SST. O editor é João Batista da Silveira, Gerente Comercial da Proteção Publicações e Eventos.
[email protected]